Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Jeremias 17: 7.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor” – Jr. 17: 7.

Esses dias eu estava refletindo, talvez, meio em oração meio em devaneio, e percebi o quanto Deus Pai já fez por mim. Senti no meu âmago o Seu cuidado comigo, ao longo de minha vida. Eu fico impressionado com as pessoas se entregando a líderes espirituais, que lhes prometem mundos e fundos que não podem cumprir, quando a vida cristã é um simples e puro diálogo íntimo entre a pessoa e o Senhor. Líderes espirituais cristãos deveriam se limitar a ensinar e a pregar o Evangelho, na busca de desencadear um relacionamento entre o fiel e Jesus. Claro que obras sociais, que fornecem conforto a quem precisa, também são bem-vindas e até esperadas, assim como o sustento justo das igrejas. Mas o que vemos? Vemos esses líderes “iluminados” buscando controlar aqueles que se colocam sob seu jugo. Regras e mais regras inúteis e abusivas que, muitas vezes, mais afastam o “pequeno” crente de Deus do que o faz a Ele se achegar. Vemos esses líderes “inflados” em si mesmos e corrompidos pelas riquezas e pelos prazeres mundanos. Não todos, por certo que não, mas muitos deles, muitos mesmo, se acham “especiais”, “ungidos”, acima do “rebanho” que pretensamente “cuidam”. Fora os “picaretas” e “estelionatários de fé”, que notamos num singelo olhar.

Mas não é sobre essa gente que eu quero escrever. Eu quero falar do Senhor, que, em Jesus, cuida dos Seus, zela por eles, e nunca os abandona. No instante em que alguém se entrega a Jesus, essa pessoa se torna bendita Dele, e deve depositar sua esperança Nele. Toda a sua esperança. Certo dia eu voltava para casa de ônibus, e olhava pela janela, com minha imagem refletida no vidro. Eu estava ali, mas meu pensamento estava longe, elevado a Deus. E eu disse ao Pai que eu queria um sofá e um lugar para viver, um apartamento. Nessa época nem namorada eu tinha, e estava literalmente sem dinheiro, com escassos recursos para viver. E Deus sussurrou em meu coração: “Você não precisa dessas coisas neste momento, filho, quando for sua hora, você terá todas essas coisas”. Na hora em fiquei em paz, e como acontece com todos nós, a vida seguiu seu curso. Acho que cerca de década e meia depois desse fato, eu me vi deitado em um sofá, no meu apartamento, casado e melhor financeiramente. Vejam todos: eu fiz uma oração a Deus, e Ele me ouviu. Só não foi como eu queria, mas como Ele queria que fosse, com bênçãos, que é o certo.

E mesmo assim, tudo o que Deus me deu, Dele eu recebi, e eu tenho consciência plena de que nada do que tenho hoje é meu. De fato, a Bíblia Sagrada no ensina que ninguém tem qualquer coisa em termos de bens materiais, que não tenha recebido do Céu (1 Coríntios 4: 7). Por isso, conto essa história não com orgulho meu, mas de meu Pai, que está conosco o tempo todo. As Escrituras nos dizem o seguinte: …, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele1 Coríntios 8: 3. Ora, eu amo a Deus, e como amo, com todo o meu ser. Nada há de mais importante em minha vida do que Ele, e tudo o mais que for ligado ao Seu Reino. Logo, a Palavra de Deus me diz que eu sou conhecido Dele. Minha esperança, ainda que leve mais de década para Ele “ouvir” uma oração minha, continua firme Nele. Houve outros tantos fatos nos quais eu estive envolvido, semelhantes aos que relatei acima. Naquele dia de devaneio eu pude perceber quantas orações eu fiz a Deus, pedindo coisas, sonhos e/ou situações plausíveis, e pude sentir o cuidado de Deus para comigo, fora os inúmeros livramentos, consolações, “afagos” e demonstrações de amor.

Assim, o que eu gostaria de partilhar com todos é essa consciência de que Deus Pai está sempre conosco. E Jesus, Emanuel = Deus conosco. Mais o Espírito Santo de Deus em nós. Isso é sério e muito profundo. Quero muito que todos nós tenhamos essa presença de espírito, esse saber, essa ciência, essa bênção, essa graça. Crente em Jesus deve andar em “estado de graça”, e isso é o mesmo que respirar. Quanto à esperança que devemos depositar em Deus Pai, nosso Senhor, essa deve extrapolar as nossas próprias vidas, abarcando nossas existências, em completude, Eternidade afora. Não devemos nós, pois, de maneira nenhuma, nos aferrarmos somente a “um sofá” ou a “um apartamento” (bens materiais, conforto Etc.), porquanto a Bíblia Sagrada nos adverte quanto a isso de forma enfática: Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais infelizes de todos os homens1 Coríntios 15: 19. Há coisas que utilizamos nesta vida, que são para esta vida, e só. Porém, coisas grandiosas nos esperam em Jesus, quando formos ao encontro do Pai, como está escrito e prometido (1 Coríntios 2: 9). Por isso lhes digo: a nossa esperança tem de ser completa, integral, material e imaterial.

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: