Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Isaías 34: 16.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Buscai no livro do Senhor, e lede: Nenhuma dessas coisas falhará, nem uma nem outra faltará. Pois a sua própria boca o ordenou, e o seu Espírito mesmo as ajuntará” – Is. 34: 16.

Quando Isaías escreveu o verso, muitas coisas ditas e prometidas por Deus ainda não haviam se concretizado. Jesus ainda tardaria um pouco por vir, e Ele sempre foi a Promessa máxima de Deus, a mais excelente de todas. Significa dizer que os conterrâneos de Isaías, bem como o próprio Isaías, viviam com menos, bem menos, alimentos espirituais do que nós, hoje em dia. Talvez se possa dizer que eles tinham mais fé do que nós, visto que caminhavam com pequena parcela de recursos comparada ao que hoje nos está disponível. Segundo o verso, já havia um Livro Sagrado, ou mesmo mais de um. Contudo, eles não tinham a Bíblia Sagrada como nós conhecemos hodiernamente. O Livro de Isaías, por exemplo, era um Livro Sagrado, e nos nossos dias, integra a Bíblia Sagrada. Porém, não existia o Novo Testamento, porque Jesus ainda viria, e também alguns outros textos pós-Isaías. No tempo-espaço do verso, pois, as pessoas viviam com menos recursos espirituais do que nós, no sentido de não terem à disposição todo o panorama Bíblico, que se encontrava ainda por completar.

Enquanto eles aguardavam o Messias de Deus, nós esperamos pelo fim dos tempos. Eles eram pré-Cristo; nós somos pré-Apocalipse. Eles não conheciam toda a Profecia; nós também não conhecemos toda a Profecia, mas estamos adiantados no tempo, de modo que conhecemos uma parte maior daquilo que Deus estabeleceu. Mas não há povo tão abençoado quanto aquele que andou com Jesus-homem. Os seguidores e discípulos de Jesus viram maravilhas, e tiveram experiências sensoriais, materiais, dos milagres realizados pelo Mestre. Nós lemos em nossas Bíblias histórias fantásticas sobre curas e milagres, e temos pouca ou mesmo nenhuma experiência profunda com os milagres de Deus. Nós não temos como dimensionar essas situações, pois ler não é o mesmo que viver e experimentar. Nós somos testemunhas do que lemos e ouvimos, enquanto Pedro e companhia são testemunhas oculares dos atos de Cristo Jesus. Eles conviviam e partilhavam de tudo um pouco com Jesus. Eles ouviam a Sua voz, e viam a face de Deus (João 14: 7 a 8), literalmente falando.  

Nós precisamos de fé para crer em Jesus. Eles simplesmente O viam. Mas eles tiveram e nós temos dificuldades para crer. Somos desconfiados por natureza, e questionadores. É do ser humano isso, normal. E Jesus disse aos discípulos que bem-aventurados seriam os que cressem e não viram (João 20: 29 – 2.ª Parte). Tomé é o caso clássico da dúvida. Mas a dúvida de Tomé se tornou em certeza (João 20: 28).  E é nisso que devemos trabalhar e buscar em nossos íntimos: confiança plena em Deus Pai, porque Ele não falha, não tarda, não erra, especialmente se Ele assim ordenou em palavras que formam as Escrituras Sagradas. Se tais palavras saíram da boca do Senhor, todas serão cumpridas no devido tempo. E Jesus nos ensina, sobre a Palavra de Deus: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarãoMateus 24: 35. Quando Deus Pai tirou o Povo Hebreu do Egito, Ele havia dito que tudo o que era deles (e até o que não era), eles levariam consigo, e que “nem uma unha ficaria” (Êxodo 10: 26). Isso nos mostra e ensina que Deus Pai não faz nada pela metade, ou seja, com o Senhor o que foi dito se concretiza.

Nossa parte para conhecermos o agir de Deus se cinge em buscar no Livro as promessas de Deus. Trocando em miúdos: nós devemos ler a Bíblia para conhecermos a vontade de Deus. Nós devemos ler a Bíblia para alimentarmos o nosso coração, alma e espírito, com comida espiritual. Nós precisamos ler a Bíblia para “nos lavarmos” de nossa imundícia. Nós precisamos ler a Bíblia para nos mantermos são e sadios. De pé. Nosso Pai é sinônimo de perfeição, de completude. Se há promessas em nossas vidas, Ele as completará todas. Do mesmo modo como toda a Profecia Bíblica será exaustivamente cumprida. Nada do que Deus faz falha ou falta: fato. Quanto a nós e nossas vidas, nossos anseios, sonhos e necessidades, de acordo com o que for melhor para cada um de nós (Deus sabe), peço licença para pegar em empréstimo as seguintes palavras do Apóstolo Paulo: Tendo por certo isso mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo JesusFilipenses 1: 6. Com isso e por isso, no mais, amigos(as): Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo faráSalmo 37: 5.

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: