Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Lucas 10: 20.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Mas não vos alegreis porque os espíritos se vos submetem, alegrai-vos antes por estarem seus nomes escritos nos céus” – Lc. 10: 20.

Livro da Vida. É neste Livro Sagrado que os nomes dos filhos de Deus, em Jesus, estão inscritos, registrados. Um privilégio e tanto! Quando nós oramos a Deus por salvação, por intermédio de Cristo Jesus, nós pedimos a Ele que escreva o nosso nome no Livro da Vida. Esta é uma parte importante da oração de entrega a Deus, feita por qualquer um de nós, agora crentes em Jesus, ou cristãos (se você ainda não a fez, faça-a sem demora, não espere pelo ocaso, nem pela aurora – já). Atendido um chamado do púlpito, ou em particular em qualquer outro lugar, não importa o modo, a grata “oração inaugural”, que nos torna filhos de Deus, em Jesus. O pedido que nos aproxima de Deus Pai e nos eleva aos Céus. Um marco em nossas vidas. Um divisor de águas. Alívio e refrigério pelo caminho. Não caminhamos mais sós: Ele está ao nosso lado, e nos carrega se nos faltarem forças. Na trilha de areia, o rastro de pegadas de um só, significa que estamos sendo levados no colo do Senhor. Lindo demais!

No contexto do verso o Senhor Jesus enviou os discípulos de dois em dois, a frente de Si mesmo, a lugares onde ainda deveria ir, para curar enfermidades, expulsar demônios e anunciar-lhes que lhes era chegado o Reino de Deus. Eram setenta “cordeiros” enviados em meio aos “lobos”, levando-lhes a paz de Jesus. O Mestre deu aos setenta Sua autoridade para “pisar serpentes e escorpiões”, e toda a força do inimigo. Tanto assim que abalou até mesmo a Satanás, que nada podia fazer contra eles. E eles voltaram alegres e contentes, porque em Nome de Jesus até os espíritos imundos se lhes submetiam. Mas Jesus lhes disse, direta e francamente, que havia valor em tudo o que fizerem, sim, havia, porém, nada se lhes comparava com o fato de que seus nomes estavam escritos nos Céus, e isso deveria ser motivo de mais alegria do que o cumprimento da missão que lhes foi dada. Bonito este trecho Bíblico, e bem revelador. O Ministério é importante, as pessoas e o fazer o bem idem, mas Jesus e o Reino de Deus, muito mais.

Temos muito a fazer por estas bandas, mas a Bíblia sagrada nos ensina que seremos tais como o mais infeliz dos homens, se nossas esperanças (em Cristo) se esgotarem aqui, ou seja, na carne (1 Coríntios 15: 19). Nosso objetivo final é a Eternidade com Deus, e isso se alcança pela Graça, favor imerecido cujos alvos somos nós. Quando o Livro da Vida for aberto pelo Cordeiro (Apocalipse 5: 1 a 14), oxalá nossos nomes estejam lá (Apocalipse 21: 27), em letras garrafais e bem nítidas, para evitar qualquer engano ou dúvida. No entanto, como dito, nesse meio tempo devemos servir a Deus conforme os nossos dons, ajudando os necessitados, sendo fraternos e cordiais, piedosos e misericordiosos, justos, íntegros, e cientes sempre de que somos todos pecadores. Tal ciência, contínua e sempre presente, nos trará para perto de uma das maiores bênçãos de Deus, por Ele proporcionada aos seres humanos: a humildade. Cada “intervenção” nossa em Nome de Jesus “neste lado de cá” torna melhor ou facilita a vida de alguém, o que nos dá satisfação imensa de dever cumprido, tal qual a missão dos setenta.

Há muito que fazer. Mas não podemos nos colocar como salvadores do Mundo. Essa é uma tarefa que só foi e é possível a um homem, Deus-homem: Jesus. E Ele nos disse que juntos seríamos fortes, e faríamos mais do que Ele fez (João 14: 12). O primeiro requisito para fazer obras maiores do que Jesus fez é estar vivo, na carne (porque Ele foi para o Pai); o segundo é o trabalho em equipe, no Corpo de Cristo, Povo de Deus. Individualmente nós somos fracos e frágeis, contudo, quando todas as “formiguinhas” trabalham em conjunto o sucesso é garantido. Cada ato de bondade praticado por um cristão, somado a todos os outros atos pios perpetrados em toda parte por irmãos de fé, constituem um conjunto que torna-nos fortes e destemidos, uma unidade trabalhando em favor das pessoas, de nós mesmos e em prol do Reino. E a Palavra de Deus é espraiada por todos os cantos. Mas nada do que fizermos se compara a ter o próprio nome escrito no Livro da Vida. Aleluia!

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: