Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Mateus 3: 10.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“O machado já está posto à raiz das árvores, e toda árvore que não produz bom fruto, será cortada e lançada ao fogo” – Mt. 3: 10.

Existem frases como “Desde que nascemos já começamos a morrer” e “Para morrer basta estar vivo”. Frases como estas, e existem outras semelhantes, querem nos dizer e evidenciar como a vida é frágil e breve. Como o ser humano é vulnerável, exposto e, de certa forma, indefeso. O “fio” que nos mantém vivos é fino e delicado, pode romper-se sem aviso, abruptamente. Acho que é mais ou menos isso que o verso nos diz. As “árvores” do verso são os seres humanos, que vivem constantemente “sob a ameaça” do “machado” (morte), posto em suas “raízes” (vidas). Uma sentença como essa deveria, por obrigação, causar-nos o estado de sermos sempre humildes, visto que num instante “somos” e “estamos”, e “fazemos”, mas, no seguinte, quem sabe? Assim, qualquer pessoa que tiver a oportunidade de envelhecer, deve ser grata a Deus, que certamente a livrou de muitos males durante suas décadas de existência. Mas as cãs, sem humildade e sem presença de espírito em relação ao Senhor, são inúteis a quem quer que seja.

Entretanto, a frase do verso é um veredicto a todo ser humano, sem exceções. Todos hão de “enfrentar” e de facear a morte. Bons e maus, seguidores de Jesus ou não. Complementando as duas primeiras frases acima, “A morte é a única certeza da vida”, afirma com razão a sabedoria popular, dita com muitas variantes. E isso implica numa “solução” pós-morte. Melhor: em um destino no além. O corpo vira pó, isso é certo; mas a alma e o espírito, talvez também a consciência de cada um, para onde vão? O verso nos dá uma luz quando nos diz que “toda árvore que não produz bom fruto, será cortada e lançada ao fogo”. O oposto disso, ou seja, “toda árvore que der bom fruto”, terá destino diverso. Céu e Inferno? Sim, parece que a frase do verso explora o conceito de Céu e Inferno. E há separação entre “bodes e ovelhas”. Se alguém tiver dúvidas em relação a isso, creio que lhe bastará ler a “Parábola do Trigo e do Joio”, contada pelo próprio Senhor Jesus, para se convencer… (Mateus 13: 24 a 30; e 36 a 43).

O contexto Bíblico nos mostra, pelo menos, que as pessoas que morrem sem Jesus, se verão desamparadas e em apuros no Mundo Espiritual, nossa próxima e definitiva parada. Nas palavras de Jesus, pois: Haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaque, Jacó e todos os profetas, no reino de Deus, e vós lançados foraLucas 13: 28. Logo, se o Mestre nos diz que a situação de se estar apartado de Deus provoca “choro e ranger de dentes”, Deus do Céu, eu não quero experimentar isso de jeito nenhum. Imaginemos o que deve ser isso: “choro e ranger de dentes”. Deve ser algo desesperador; e para ser honesto, não quero imaginar. Contudo, isso me provoca temor (e gratidão) ao Senhor, e prefiro passar a Eternidade ao lado Dele, de modo algum ser lançado fora. Deus nos livre disso, em Jesus! Que nós todos possamos passar a Eternidade com o Senhor, por Jesus (João 14: 6). E o Senhor Jesus diz, a respeito de muitos de nós: Virão do Oriente e do Ocidente, e do Norte e do Sul, e tomarão lugar à mesa no reino de DeusLucas 13: 29. O Senhor prepara uma mesa para nós perante os nossos inimigos (Salmo 23: 5, 1.ª Parte).

Nesta vida, portanto, os sacrifícios feitos em Nome de Jesus são válidos e oportunos. Nossos esforços para atender ao chamado de Deus, também. Mesmo de formos considerados os últimos por aqui, e desprezados e postos de lado. Jesus, de novo: Deveras, há últimos que virão a ser primeiros, e primeiros que serão últimosLucas 13: 30. Sem entrar em detalhes, até porque eu não os conheço na totalidade (apenas tenho um “vislumbre” da coisa toda, como todos, aliás), a questão de Céu e Inferno é séria, e todos nós devemos refletir sobre isso com cuidado, porque haverá tempo em que tempo não haverá, para se reverter essa situação. Não tenho como ensinar ninguém a respeito do Juízo de Deus, porque sou homem. Conheço, no entanto, alguns princípios disso, pelo meu contato diário com a Palavra de Deus. Tento ser uma pessoa boa, honesta e íntegra, em tudo o que faço e sou. Creio em Deus Pai por intermédio de Jesus, e entendo que sou portador do Espírito Santo, que me ajuda em tudo o que sou e faço. Quem sou eu? Sou humano, pecador, amado, remido. Mas, sim. Sim! Eu tenho medo do Juízo de Deus. Morro de medo, na verdade. O desconhecido da morte me assusta. Todavia, devo confiar em meu Senhor e Salvador que, do mesmo modo que conceitua o Céu e o Inferno, avaliza a Vida Eterna e as Promessas de amor, misericórdia e graça de Deus Pai, a Quem sirvo e amo com alegria (Aleluia!).

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: