Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Romanos 1: 17.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Pois nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: O justo viverá da fé” – Rm. 1: 17.

Paulo se referia ao Evangelho de Deus, que nos remete a Jesus. Sempre Jesus. E começando pelo fim do verso, ele nos diz que o justo viverá da fé. O justo (alguém justificado por Jesus) é aquele que se entregou a Deus Pai e se pôs, voluntariamente, aos pés do Mestre, a serviço Dele. É uma ilustração bonita, esse ato de entrega. Mais do que isso, é um milagre de Deus, visto que o ser humano tira de si a sua “coroa” e a entrega para o Senhor. Passa de “dono de si mesmo” a “súdito”. Coisa bela de se ver, esse aceite explícito em relação à Soberania de Deus. “A fé move montanhas”, diz a sabedoria popular com uma “dose” Bíblica no meio. Talvez seja acertado dizer que essas “montanhas” somos nós mesmos, e a fé em Deus seria/é o “mecanismo” que nos move, que nos obriga a “sair do lugar”, e nos impele ao desconhecido, ao “risco”, em direção a Ele, à confiança Nele.      

De todo modo, a Bíblia nos ensina que sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11: 6). Agradar a Deus é algo bom, e se a pessoa acredita que Ele existe (crê Nele), é uma conduta ansiada e esperada. E a verdade acaba nos mostrando que, mesmo crendo no Invisível, a relação que se trava entre o homem e Deus é uma “via de mão dupla”, cuja prova se torna inconteste no coração de quem a experimenta. A fé á algo que aquece o meu coração, de maneira que quando alguma coisa desanda em mim ou na minha vida, sempre recebo de Deus uma porção de serenidade e de paz. E isso cobre ou atenua aquilo que me ameaça com turbação e/ou aborrecimento. É incrível (não para mim, que já me acostumei), mas é assim que acontece. Claro que a todos vêm, vez por outra, “crises de fé ou de confiança”, mas isso faz parte do jogo e, para todos que se firmam em Jesus, é coisa passageira.

Outra coisa bem interessante, que acontece comigo, é o fato de que algumas vezes me envergonho de meus atos diante de um problema, depois que a solução aparece. Vejo que se tivesse agido de forma condizente com minha crença (fé em Deus, por Jesus), que é real e verdadeira, eu teria honrado melhor ao meu Senhor. Mas Ele sempre me perdoa, e sigo em frente (com Ele), um pouco mais sábio (vivenciada a experiência) e mais confiante. Essa premissa, pois, de que o justo viverá da fé, não é brincadeira, é coisa séria, e nossa parte é jamais deixá-la se tornar um jargão religioso. Jargões (ou bordões) religiosos são perigosos, e devem ser evitados, pois que eles embotam os nossos raciocínios e inteligência. E a fé nos leva longe, nos faz descobrir a Justiça de Deus, pelo Evangelho. Essa parte, a meu ver, é mais difícil do que ter fé: nós frequentemente não entendemos a Justiça de Deus. Até vislumbramos um pouco Dela, mas muitas vezes, sem compreendê-La.

Isso é absolutamente normal, acho. Não é fácil discernir o que Deus faz. Por vezes, é mesmo impossível, ao menos por agora, em vida. É preciso confiar e se entregar plenamente a Deus, nesse quesito, a ponto de certa reflexão ter sido “arrancada” do Pregador (Rei Salomão), que escreveu: Visto que não se executa logo o juízo sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto à prática do malEclesiastes 8: 11. Porém, a Justiça é de Deus, e a nossa parte é crer e confiar que Deus a executará no Seu tempo. Nós precisamos ter fé para não nos contaminarmos, a ponto de deixarmos os nossos corações inclinarem-se para o mal. Vigiar, orar, esperar em Deus, com fé. Aliás, de fé em fé, como nos ensina o verso. De fé em fé nós “enxergamos” o agir de Deus, é assim que a coisa acontece. Qualquer relação de confiança se constrói com o tempo. Não seria diferente com Deus. Passa o tempo e vemos a Justiça de Deus sendo feita; com aquilo que não vemos (e pensamos que não houve), nós esperamos em Deus e cremos, com fé. Assim construímos, “tijolo a tijolo”, a nossa relação de intimidade com o Senhor. O justo viverá de fé, sim, de fé, não só de fé, mas de fé em fé (não desanime jamais, avante!).  

© Amor-Perfeito

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: