Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

João 17: 3.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Ora, a vida eterna é esta: que conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” – Jo. 17: 3.

Esse conceito de “vida eterna” foi dado pelo próprio Senhor Jesus, em oração a Deus Pai. O Mestre estava orando por Ele mesmo, e deve ter orado em voz alta, pois que o registro de Suas palavras foi feito e eternizado na Bíblia Sagrada. Eu imagino a vida eterna como sendo algo parecido com a nossa vida hoje. “Parecido” porque a Palavra de Deus nos diz que trocaremos este corpo corruptível por outro incorruptível; e “hoje” porque, se pararmos para pensar, nós chegaremos à inevitável conclusão que não existe passado nem futuro, só o presente. O presente nos proporciona a manifestação concreta da nossa consciência, a inequívoca sensação de ser e de estar, do ser, o momento do movimento, do pulsar. Essa fração de segundo que se repete infindavelmente: o presente, a consciência do ser.

Essa fração de segundo que passa, já não existe mais, mas nós, isto é, o ser, sim. O ser e a sua consciência se perpetuam nessa sequência de frações de tempo, uma depois da outra. Mas nós estamos sempre na fração presente, não na passada e nem na seguinte. Talvez nos falte noção de tempo para entender essas coisas, ou, melhor, noção do que é viver fora do tempo. Muito apropriado, pois, o Senhor dizer a Moisés que Seu Nome era/é “Eu sou”, ou “Eu Sou o que Sou” (Êxodo 3: 14). Sim, porque Ele é o tempo todo, e fora do tempo também, seja lá o que signifique isso. Esse “estado” de Deus de autossuficiência requer de nós um conhecimento e um “alcance” que, simplesmente, não temos. Deus é! E pela fé nós nos achegamos a Ele. Se O conhecemos assim, como único Deus verdadeiro, pois, por conclusão, nós estaremos sempre conscientes na presença Dele, visto que Ele é. Isso é um conceito de “vida eterna”, e significa que passaremos a Eternidade perante Ele.

Mas Jesus fala dele mesmo no mesmo verso. Jesus também deve ser conhecido como único Deus verdadeiro, e não há conflito nisso, porque o Mestre disse certa vez: Eu e o Pai somos umJoão 10: 30. A diferença seria, pois, apenas saber que o Senhor Jesus se submeteu ao tempo, por um tempo, e foi enviado por Deus Pai. De resto, Jesus também é. O “tempo” todo, ou fora dele, Jesus é. Para complicar ainda mais esse entendimento, ou clareá-lo (quem sabe?): Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamenteHebreus 13: 8. Ou seja: Jesus não Se submete ao tempo, Jesus é! Tanto quanto o “Eu Soué! E comprovando que a “vida eterna” é a do verso, veja-se o que disse o Senhor Jesus a Deus Pai: Pai, quero que onde eu estiver, estejam também comigo aqueles que me deste, para que vejam a minha glória, a glória que me deste, porque me amaste antes da criação do mundoJoão 17: 24. A Pedro, por exemplo, que insistia em afirmar que morreria com Jesus e Lhe perguntava onde Ele iria, o Mestre lhe disse: … Para onde eu vou, não podes seguir-me agora; mais tarde, porém, me seguirásJoão 13: 36, 2.ª Parte.

Onde está Pedro agora? Será possível que Pedro tenha se tornado “um” com Deus Pai e com o Senhor Jesus? A resposta é afirmativa, porque Jesus pediu ao Senhor que isso acontecesse, quando ainda estava na presença de Seus discípulos, como homem: Eu não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim. Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti. Que eles também sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes dei a glória que tu me deste, para que sejam um, como nós somos um: Eu neles, e tu em mim, para que sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste, que os amaste como também amaste a mim João 17: 20 a 23. Logo, Pedro se tornou “um” com Jesus e com o Pai, e seguiu a Jesus no tempo oportuno, e com Eles lá está. Por isso que a “vida eterna” é a do verso acima transcrito: se Jesus é, e é; se o Senhor é, e é; e se Ambos estão sempre com a consciência no presente e Livres do tempo, ou de todos os tempos e tempo, ora, então, basta um pouco mais de tempo para estarmos com Eles (João 17: 20 a 23) – e com Pedro – pois onde Eles estiverem nós lá estaremos também. Afinal, Eles nos querem juntos Deles! Contudo, se acreditamos e já estamos conscientes, de todo o coração, em relação ao que nos diz e ensina o verso, a “vida eterna”, para nós, já começou.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: