Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Lucas 11: 21.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Quando o valente guarda, armado, a sua casa, em segurança está tudo o que quem” – Lc. 11: 21.

Eu separei esse verso para com ele fazer uma analogia. Claro que são palavras de Jesus, e, na ocasião, o Mestre contava uma parábola aos Fariseus. Apesar de a Bíblia ser um Livro Espiritual e Histórico, há que se deixar a Palavra de Deus ser “viva” (e eficaz), como de fato é. Deus Pai fala conosco por intermédio de Sua Santa Palavra, sempre com fundamento em Suas premissas. Quer-se dizer que não é possível “inventar moda” (como muitos fazem…), mas tão somente “ouvir” a abençoada Voz de Deus em nossos corações, cuja mensagem deve corresponder à Sua Natureza e Caráter, além daquilo que por Ele já foi estabelecido, ou seja, deve estar em consonância com a Bíblia Sagrada, bendito acervo de Seus Decretos. Qualquer coisa diferente disso não será a Voz de Deus (Fique atento!). É preciso ter muito cuidado com relação a isso.

Jesus fala do valente que, armado, guarda a sua casa, deixando em segurança tudo o que tem. Até aqui, tudo bem, parece uma frase simples e de fácil entendimento. Mas, pense comigo, será que o Senhor Jesus falava de bens materiais mesmo? O Mestre não tinha nada, nenhum bem físico ou de valor, e tudo o que dizia era no sentido de não darmos tanta atenção ao que é meramente material. Jesus disse para o jovem rico vender o que tinha e dar aos pobres (Mateus 19: 21), e depois segui-Lo. Mas Ele disse isso porque a riqueza ocupava o coração daquele jovem de forma ruim, negativa. Não tem problema ser rico, o problema está na riqueza ocupar o lugar no coração reservado ao Senhor, ou o lugar no qual depositamos as nossas “riquezas eternas”. Esse era o problema do jovem rico com sua riqueza. Logo, Jesus falava em manter seguro o “tesouro” em nossos corações, mas falava do tesouro imaterial. Não falava daquilo que invariavelmente fica, mas do que levamos conosco para a Eternidade. E, pela frase, esse tesouro bem pode vir a nos ser roubado. Sim, pode! Pode.

Eu já tive o desprazer de ter minha casa roubada. É uma sensação horrível. Levaram coisas das quais eu gostava muito. Acontece que ninguém fica de guarda o tempo todo, como na frase, pois que comumente nos afastamos de casa por vários motivos. Assim, a única “casa” sobre a qual Jesus faz menção, só pode ser uma, e não outra: o nosso corpo. Nós mesmos! E Jesus não nos chama de moradores, hóspedes, ocupantes, nada disso, Jesus nos chama de “valentes”. Valente é alguém que tem valentia, e é valoroso, bravo, intrépido, corajoso, decidido, arrojado, destemido, ousado. Em termos espirituais, uma pessoa só pode ser tudo isso, e talvez mais, se tiver a coragem e a valentia de se entregar ao Senhor, por Jesus. Ao fazer isso, passa a ter um relacionamento com Deus Pai, e no seu coração, local de depósito dos “tesouros”, habitará o Espírito Santo de Deus. Veja-se que mudança drástica, mas bendita, que se faz em poucos segundos, basta uma oração sincera do pretendente ao Senhor, em nome de Jesus.

Nessa “casa” (nosso corpo), nós (“os valentes”) estamos constantemente de guarda. Porque, por óbvio, nós estamos em nós mesmos o tempo todo. Mas há certo inimigo de Deus, com seus asseclas, que farão de tudo com vistas a nos roubar esses “tesouros eternos”, e tentarão sabotar o nosso relacionamento com o Senhor e com o Espírito Santo em nós. Está escrito, palavras de Jesus, que: O Ladrão só vem para matar, roubar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundânciaJoão 10: 10. E esse “ladrão”, com sua turma, bem, eles tiram das pessoas bens terrenos, também, mas o foco principal deles é a perdição das almas, e isso quer dizer que eles visam principalmente os “tesouros eternos”, aqueles que estão guardados em nossos corações. Em resumo, se nós, “os valentes”, nos mantivermos sempre em Cristo Jesus, vigilantes, armados com a Palavra de Deus (Espada de dois gumes – Hebreus 4: 12), nos termos de Efésios 6: 1 a 18, a nossa “casa” estará segura, assim como os nossos “tesouros” em nossos corações. O cristão valente está sempre cingido com “Espada” e preparado para a “batalha”, e não foge de nenhum “embate”. Filhinhos, vós sois de Deus, e já os vencestes, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo 1 João 4: 4. Cinjam-se os lombos, pois!

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: