Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

João 15: 26.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos enviarei, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim” – Jo. 15: 26.

Essa é uma das peculiaridades mais interessantes e maravilhosas do Cristianismo, na minha modesta opinião. Jesus dizia que precisava “ir ao Pai” para que o Consolador pudesse ser enviado até nós. Ele falava do Espírito Santo (de Deus), do Espírito da Verdade, a parte “mais misteriosa” e “menos palpável” da Santa Trindade. Não me parecem erradas tais referências, visto que até mesmo o Senhor Jesus descreveu o Espírito Santo como se fosse um “vento”. O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim é todo aquele nascido do EspíritoJoão 3: 8. E o Espírito Santo, ao contrário da figura física de Jesus homem, que esteve entre nós, viria mesmo como Espírito, e Se alojaria em nós. Fazendo-nos Sua morada e habitação. E dando-nos compreensão do Reino de Deus.

Essa é uma notícia fantástica, porque se Jesus é Deus (e é), o Espírito Santo também é (de fato, é), e Ele, o Espírito Santo, passaria (passa) a estar conosco, em nós. Em resumo: Deus em nós, Deus conosco. Deus está em nós, pelo Espírito Santo. A Bíblia Sagrada nos conta que os demônios habitam em certas pessoas (Mateus 12: 43 a 45). E os demônios representam as trevas. Ora, o Espírito Santo é Luz, que afasta as trevas, logo, se o Espírito Santo está em nós, não há lugar para os demônios. A Luz afasta as trevas, o Espírito Santo de Deus põe a correr os demônios, que saem em carreira, desesperados e atônitos. Eles não suportam a Luz, vez que são habitantes das trevas. A Luz os expõe e, expostos, as suas sujidades são reveladas, descortinadas. Talvez eles não consigam encarar as suas próprias figuras, e a besteira que fizeram no passado, ao seguirem Satanás. Essa deve ser a pior parte para essas criaturas infelizes e condenadas.

Porém, essa situação toda nos ensina uma verdade espiritual bastante interessante: há certo “espaço” no ser humano, que pode ser “ocupado” por “entidades espirituais”. Tais são seres etéreos para nós, celestiais, que não vemos (em geral), pois que não fazem parte da existência material (física), à qual estamos, por agora, inseridos. Jesus esteve entre nós nessa realidade física, mas o Consolador veio (e vem) nessa outra dimensão. E convém não deixar esse “espaço” vago, porque os demônios invadem, sem pedir licença, e causam na pessoa toda sorte de “estragos”. Já o Espírito Santo só preenche o vazio se for convidado a vir, e, como dito, repele todos esses seres indesejados e abjetos. A sabedoria popular, sempre atenta e “afiada”, costuma dizer: “mente vazia, oficina do diabo”. É mais ou menos isso que acontece, apesar de não se saber ao certo onde fica esse “espaço” no ser humano. Será a mente, o coração, ou outro “espaço” qualquer? Não sei. O certo é que já se vê, pelo todo exposto, que o melhor é deixar esse “espaço” ser ocupado pelo Espírito Santo, não?

Que, como dito, não vem se não for convidado. Palavras de Jesus: Eis que estou à porta, e bato. Se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigoApocalipse 3: 20. Quem quer que ouça a voz de Jesus, pois, tem a Deus e, como dantes, Ele, Jesus, lhe enviará o Consolador, visto que o Mestre está hoje à destra do Pai, aguardando a consumação dos tempos. E, vindo o Espírito Santo até nós, outra verdade espiritual se completa: tornamo-nos templos do Espírito Santo, visto que Ele que se aloja em nós nesse “espaço” inacessível, como se fosse o Santíssimo Lugar (Santo dos Santos), do antigo Templo de Deus, edifício físico, que hoje já não existe mais. Há quem diga que o Espírito Santo está na Terra nos santos de Deus e, quando estes forem arrebatados, o Espírito Santo daqui se retirará também, instalando-se o caos por Sua ausência. Essas coisas todas são de se pensar, e refletir. De minha parte, constato que o Espírito Santo é invisível aos homens, é verdade, mas digo que Ele é perceptível àquele no qual Ele está. A paz interna e incomparável, v.g., que excede todo entendimento, vem Dele, e de ninguém mais. Tenha-O consigo, pois, é o meu singelo conselho, para fechar esta reflexão.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: