Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Mateus 8: 27.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Aqueles homens se admiraram, dizendo: Quem é este homem, que até os ventos e o mar lhe obedecem?” – Mt. 8: 27.

Quem foi e quem é Jesus Cristo de Nazaré? A melhor resposta me parece ser: “Jesus é Deus”. Mas podemos desenvolver esse tema, e acrescentar várias coisas interessantes e estimulantes para a edificação de nossa fé. O livro (Livro) que nos conta a história de Jesus é a Bíblia Sagrada, não é? Claro que sim, e este é simplesmente o Livro mais vendido no Mundo. Será isso coincidência? Claro que não! Há uma enorme carga de espiritualidade nisso, visto que é o Livro que fala de nosso Senhor e Salvador. Reparem que eu disse “Senhor”, e nas Escrituras Sagradas, especialmente no Novo Testamento, encontramos várias passagens nas quais os discípulos falavam de Jesus como “Senhor Jesus”, ou “Jesus é o Senhor”, ou tão somente “Senhor”. São inúmeras declarações, de todos os tipos de pessoas, todas afirmando peremptoriamente que Jesus é Deus e Senhor.

Tomé disse, para Jesus: Senhor meu e Deus meu! (João 20: 28). Pedro confessou, para Jesus: Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo (Mateus 16: 16 – A Confissão de Pedro). O Profeta Isaías profetizou, a respeito de Jesus: A virgem conceberá, e dará a luz um filho, e será o seu nome Emanuel (Isaías 7: 14). Mateus escreveu, a respeito de Jesus (e da Profecia de Isaías): A virgem conceberá e dará a luz um filho, e o chamarão pelo nome de Emanuel, que quer dizer: Deus conosco (Mateus 1: 23). Ora, Emanuel = Deus conosco! João Batista declarou em público, ao vir Jesus se aproximando dele: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! Este é aquele do qual eu disse: Após mim vem um homem que tem a primazia, porque era primeiro do que eu (João 1: 29 e 30). Paulo, o Apóstolo dos Gentios, não se cansava de testemunhar Jesus como Senhor em muitos lugares e cidades, por toda partes, e várias e várias vezes perante autoridades da época. Fez inúmeros discursos a reis, governadores, líderes e pessoas destacadas pela riqueza e/ou posição social. E muitos e muitos outros testemunharam a mesma coisa, ao longo do tempo, a esmagadora maioria composta por cristãos anônimos.

O Senhor Jesus faz parte da Trindade, formada pelo Pai, pelo Filho e pelo Espírito Santo, que, de fato, são Um. Os Três são Um. Deus Triuno, coisa difícil de entender, mas pura realidade. Talvez um dia, quem sabe, nós haveremos de conhecer e compreender a profundeza desse mistério de Deus. E Deus se fez carne e habitou entre nós (João 1: 14). Deus se fez homem para salvar os homens. Coisa linda! Jesus foi (é e sempre será) o Messias, o Cristo de Deus, que esteve entre nós, e haverá de voltar segunda vez. Jesus viveu nossos infortúnios, mazelas e sofrimentos, se igualou a nós, com o intuito de nos fazer semelhantes a Ele, e para com Ele viver Eternidade afora. Quem era esse Deus-homem? Isaías, Profeta de Deus, nos diz alguma coisa em seus Escritos: Ele foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca. Não tinha parecer nem formosura; e, olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos. Era desprezado, e o mais indigno entre os homens, homem de dores, e experimentado no sofrimento. Como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum (Isaías 53: 2 e 3 ).

Como assim? De quem Isaías falava? Não poderia ser de Jesus! Mas, era, era sim. Essa é a descrição do Mestre, segundo o Profeta Isaías. Dá até um “frio na barriga”, porque, honestamente, com todos esses predicados negativos, se nós fôssemos contemporâneos Dele, será que Lhe daríamos a devida atenção? (Selá). Mesmo assim, Jesus foi e é o alvo do amor de bilhões de pessoas. Nunca escreveu nada, porém, nada se compara ao que Dele já foi escrito, e ainda será. Era pobre, sem riquezas e bens materiais, mas nada faltava àqueles que com Ele estavam (e estão). Jesus não estudou em lugar nenhum, mas Sua sabedoria, conhecimento e estado de espírito eram incomparáveis; não havia (nem houve ou haverá) pessoa que sequer chegasse perto Dele nesses quesitos. Nascido numa manjedoura, humilde, “sem berço”, adotado, destituído de atrativos, sem praticamente nada, mesmo assim, Jesus foi, é e sempre será, o ser humano mais influente de toda a História da Humanidade, e nunca haverá outro. Os efeitos de Sua vinda são tão extraordinários e únicos, que afetaram e afetam pessoas de todas as eras, condições e classes sociais. Não há quem se iguale a Ele, e até mesmo compará-Lo seria uma estultícia completa. Isso tudo porque Jesus é Deus. Esse é o Homem “que até os ventos e o mar lhe obedecem”Mateus 8: 27.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: