Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 10: 25.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Como passa a tempestade, assim desaparece o ímpio, mas o justo tem perpétuo fundamento” – Pv. 10: 25.

Ímpia tanto pode ser a pessoa que é impiedosa e cruel, como alguém que seja incrédulo e que não tem fé. Algumas tantas vezes o indivíduo reúne em si mesmo todos esses atributos, nenhum louvável. Não quero entrar no mérito a respeito das pessoas sem piedade e cruéis. Neste texto nos concentraremos naqueles que não creem em Deus Pai, e não tem fé. Não é nem a situação do ateu convicto que pretendo discutir, mas, sim, o caso de alguém que jamais ouviu falar em Jesus, ou ouviu de forma superficial, ou, ainda, crê que exista um Deus no Céu, mas não sabe o que é ter um relacionamento íntimo com o Criador. Eu era uma dessas pessoas, que até zombava dos crentes. Até que um dia, um bendito dia, eu tive um encontro com Jesus. Ahhhh, que dia lindo…

Nesse dia eu fui convencido de que Jesus era Deus, e de que eu precisava Dele para me achegar ao Pai. Meio desconfiado, eu fiz uma oração de entrega pessoal ao Senhor, por intermédio do Filho. Eu francamente não sabia aonde isso tudo ia me levar, mas graças a Deus por eu ter dado, pelo menos, esse passo inicial. Essa história é longa, e cheia de percalços, mas como valeu e vale a pena! Eu faria tudo de novo, certamente. Depois de certo tempo, um pouco relutante, eu comecei a frequentar uma pequena igreja, cujos pastores eram idôneos e íntegros. Isso significa dizer que os sermões ministrados se pautavam exclusivamente na Palavra de Deus, sem invencionices, sem heresias. Mas eu sempre adorei ler, de modo que fiz o que todo crente deve fazer sempre: “devorei” a Bíblia Sagrada. Quanto mais eu lia, mais me fortalecia espiritualmente, mais conhecia a Deus, mais próximo Dele eu me achegava. E eu lia, e lia, e lia, sem parar, todos os dias, desde aquele abençoado dia até hoje.

Eu amo a Palavra de Deus, simplesmente. Há Nela uma Sabedoria não humana, do Céu, que de nenhum outro modo, senão por Ela, nós poderíamos alcançar. Especialmente porque quem nunca leu a Bíblia, com o Espírito Santo em si mesmo, sequer sabe o que perde. O Livro é fonte inesgotável de narrativas, parábolas, máximas, fatos históricos, de cultura e de culturas, tradições, sabedoria, vida Etc. Seu grato conteúdo é “alimento” para as nossas almas que, apesar de presas em nossos corpos mortais, transitam na esfera espiritual do ser. Outro dia me ocorreu o pensamento de que nem meu próprio corpo é meu, de fato, visto que ele se desfará em pó, chegada a hora. Sobra, pois, a alma. Essa volta para Deus. A alma sou eu, de verdade, e eu vou para Deus, encontrá-Lo, para nunca mais sair de perto Dele. É poesia pura, a Bíblia é poética de capa a capa, e Deus é o maior Poeta que já conheci. O Senhor fez e faz poemas com tudo em Sua Criação: uma paisagem, um riacho, uma árvore, um pássaro, uma flor, e por aí vai. Espetáculo!

Será que diante de tanta poesia alguém se furtaria a viver com Deus? Em sã consciência? Creio que não: a pessoa não sabe o que perde ou o que deixa de viver, e por isso não adere ao Plano de Redenção de Deus. Quem assim age é ignorante, no sentido de ignorar, não saber, desconhecer, todas as benesses de se estar por debaixo das “Asas de Deus”. Por este motivo eu não quis mencionar neste texto o ímpio cruel e impiedoso, mas tão somente aquelas pessoas boas, que andam por aí, sem rumo certo, perdidas de certa forma, porque não tem ciência daquilo que poderiam viver, e estar vivendo. Qualquer ímpio, no entanto, é “tempestade” que passa, e desaparece. O ímpio é alguém que se agarra à vida, mas à vida de seu corpo, sem ter presença de espírito para perceber que vale a alma, não o corpo. Este vira pó, depois de apodrecer. Porque o “perpétuo fundamento” só tem eficácia para com a alma. Não se vê alusão Bíblica de que a alma vire pó. A alma é imortal; o corpo é perecível. Nós somos alma; o corpo não nos pertence, apenas nos reveste. O que sobra é a alma, portanto. Feliz aquele, pois, que passa da condição de ímpio para justo; que não cria, e passa a crer. Esse fecha os olhos nesta terra, uma última vez, e quando os abre, novamente, se vê embalado por Deus Pai, em Seu colo. Para sempre. Esse é o grato significado de “perpétuo fundamento”. Amém.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: