Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

2 Timóteo 1: 14.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Guarda o bom depósito, mediante o Espírito Santo que habita em nós” – 2 Tm. 1: 14.

Creio que Paulo estava falando da fé em Jesus, que tanto ele como Timóteo haviam adquirido. E o denominador comum e mantenedor dessa fé era o Espírito Santo, que então neles habitava. A incredulidade de uma pessoa não é só saber e não crer (a respeito de Jesus), mas também não saber e, por isso, não crer. A descrença também pode vir a atingir alguém por conta de uma decepção, uma frustração ou por uma fatalidade qualquer. Nesses casos, geralmente a pessoa “transfere a culpa” de sua desventura para Deus, que é sempre inocente, diga-se de passagem. O desenrolar da vida é algo que ninguém entende completamente. A vida de cada um deve ser vivida de forma plena, por cada um. Claro que há interações variadas entre as pessoas, laços de todo tipo, mas cada vida é uma vida.

Ocorre que, às vezes, em oração, pedimos a Deus algo que não nos caberia pedir. Esse algo não acontece, ou acontece diferente do que imaginávamos, e está feita a confusão: muitos agem como “meninos mimados”, ficam amuados, e põem a culpa em Deus. Ora, o Senhor não atende a todas as nossas orações, especialmente porque muitos de nossos pedidos, se concretizados fossem, seriam péssimos para nós. Demais disso, Deus Pai tem um trato específico com cada pessoa, cristã ou não. Na Bíblia lemos que Ele não faz acepção de pessoas, e isso é verdade, mas cada um, com sua vida, tem um tipo de relacionamento com Deus, e aqui surgem diferenças. A partir de cada interação humana com Deus, e também com seus semelhantes, ocorrem diversos desdobramentos, que afetam ou não terceiros. E isso nos leva à conclusão de que cada personalidade, com tratamento equânime por parte de Deus, tem mesmo um tratamento diferenciado, de acordo com seu temperamento e circunstâncias, a fim de que possa crescer em Cristo Jesus.  

Com a diversidade absoluta dos seres humanos, se Deus tratasse a todos com igualdade Ele estaria sendo injusto. E uma das características marcantes do Senhor é ser Justo, agir sempre com justiça. Aristóteles, séculos atrás, disse: “Devemos tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na medida de sua desigualdade”. O único erro dessa frase é que não existem iguais absolutos, não existe um ser humano igual ao outro. Nem gêmeos são iguais, ainda que siameses (nome dado aos gêmeos que nascem ligados, xifópagos: são duas pessoas – consciências – distintas em espírito). Tampouco um “clone” seria igual à sua matriz, caso pudéssemos admitir a existência desse passo da Ciência (outra alma, outro espírito, ocuparia o corpo clonado). Logo, como disse Rui Barbosa, certa vez, na esteira do pensamento do notável filósofo grego acima citado, “tratar o desigual com igualdade seria desigualdade flagrante, e não igualdade real”. Na ausência de quaisquer “iguais” perante o Criador, portanto, Ele nos trata segundo as nossas fraquezas, debilidades e peculiaridades próprias.

O Senhor é justo e bom. O “bom depósito”, ou seja, a fé e a confiança que temos em Deus Pai, bem como a certeza de Sua existência e presença, não podem ser abaladas por meras desconfianças terrenas e efêmeras. O que é a vida na carne se comparada com a Eternidade? Por aqui passaremos por apuros e infortúnios, mas o mesmo Espírito Santo que habitava em Paulo e Timóteo faz morada em nós também. E Ele nos sustenta e nos ajuda a guardar a fé. O Espírito de Deus é o Guardião da nossa fé. Não sejamos nós, pois, néscios para com Deus, a ponto de sermos melindrosos por orações não respondidas ou responsabilizando-O por toda desgraça que há no Mundo. Neste último caso, Deus não tem nada a ver com isso: não é Ele que permite essas coisas, mas o homem, em sua maldade e concupiscência (livre-arbítrio e cocriação), é que perverte a existência humana, concebida originalmente para ser perfeita e agradável. Que o Senhor guarde o nosso “bom depósito”, em Jesus, a fim de revivermos Seu plano original de vida plena, no Céu. Assim seja.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: