Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 29: 16.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Quando os ímpios se multiplicam, multiplicam-se as transgressões, mas os justos verão a sua queda” – Pv. 29: 16.

A História da Humanidade nos ensina (ainda que com equívocos) que no decorrer dos milênios houve muita injustiça praticada. Um sem número de pessoas sofreu com isso, boa parte de forma irremediável. Especialmente quando um tirano mau e corrupto governava ou reinava. Ou um grupo de poderosos nessas condições. À volta dos ímpios se aglutinam muitos outros ímpios, todos acumulando iniquidades. Por lógica, com isso, as transgressões se multiplicam. Houve épocas e situações nas quais a vida devia ser insuportável. Mas os ímpios estão presentes em todas as gerações.

Há paragens no Planeta nas quais não é possível viver ou, talvez, melhor fosse dizer “sobreviver”. “Não é possível viver” é eufemismo, por certo, visto que as pessoas vivem e sobrevivem, de fato, em lugares equivalentes a verdadeiros “infernos”, com pouca ou nenhuma possibilidade de fuga. São prisioneiras. Escravas. Prisioneiras e escravas. Assim acontece em países inteiros, e é recorrente também em certas regiões, ou em bairros de quase todas as cidades existentes. Os fatores das violências são diversificados: religião, poder, cobiça, ódios raciais, lutas por território, pura ruindade, disputas por riqueza, outros ódios Etc. Mas a maldade começa sempre no coração de um homem, que contamina outros tantos, que a “viralizam” a muitos outros, e a coisa infla até explodir. Perde-se o controle da situação, comumente, até o ponto em que ninguém mais entende o que acontece, e se diz que as coisas são assim mesmo, e não poderiam ser de outra forma. Vira uma espécie de “fatalismo”.

Onde não há lei, e a ordem (força e presença) do Estado não tem alcance, ou o Estado e as leis se concentram em um só homem (ou num “seleto” grupo), bem, esse lugar é “terra de ninguém”, é “cada um por si e Deus por todos”. Geralmente nesses casos o “comando” está nas mãos de um ou mais ímpios, rodeados de ímpios. Todos querendo “uma fatia do bolo”, e “pisando” nos mais fracos. Em qualquer situação de poder dessa gente, nos ensina a Palavra de Deus: Quando os ímpios sobem, os homens se escondem, mas quando eles perecem, os justos se multiplicamProvérbios 28: 28. O excesso de ímpios sufoca e, às vezes, até mesmo anula as boas ações e intenções dos justos. E há ímpios em todos os lugares imagináveis: governando países (e suas divisões políticas), a frente de igrejas ou religiões (com seus “séquitos”), chefiando quadrilhas ou delas fazendo parte, distorcendo leis e pervertendo Direitos, nas agremiações, nas relações de trabalho, até nos lares, enfim, ao largo.

Os ímpios são como ratos e baratas: impossíveis de serem erradicados. Roubam, matam, destroem, estão por aí. E são servos de Satanás. Não sou eu quem afirma isso, mas, sim, o Senhor Jesus: O ladrão só vem para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e vida em abundânciaJoão 10: 10. Ora, quem faz o que faz o “ladrão” tem parte com o “ladrão”, e o louva. Esta é a lógica da coisa toda. Eu tenho explorado, ultimamente, a questão da injustiça, de sofrê-la, e de não ser justiçado. O verso nos ensina que os justos assistirão a queda dos ímpios (a justiça sendo feita). É preciso crer nisso, sem cometermos o erro de sermos imediatistas, visto que a justiça a ser feita não é a nossa justiça, mas a Justiça de Deus. Por isso, há justos que não veem as injustiças por eles sofridas devidamente reparadas e sancionadas, enquanto vivos. Mas se Deus, pelo verso, afirma que os justos verão a queda dos ímpios, então isso é sério e certo, ocorrerá. Senão em vida, depois desta, no Juízo (1 Timóteo 5: 24 e 25). Demais disso, a Lei de Deus para o homem, nesse particular sentido, qual seja, envolvendo atos, condutas e desígnios do coração, na verdade é bastante simples: Não vos enganeis: Deus não se deixa escarnecer. Tudo o que o homem semear, isso também ceifaráGálatas 6: 7.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: