Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Gálatas 6: 9.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido” – Gl. 6: 9.

O verso nos dá uma diretriz que deve ser uma constante em nossas vidas: sempre fazer o bem. E nem tanto porque “quem faz o bem colhe o bem”, mas por boa vontade. Por outro lado, é estranho pensar em alguém que não esteja naturalmente comprometido com isso. Entretanto, essas não são palavras inúteis, veja-se bem, porque certamente as pessoas são suscetíveis a se verem presas em alguma “armadilha de percurso”. Algo que as tira do prumo e as faz desandar do bom caminho, e perder a fé. O Senhor nos adverte que devemos estar sempre atentos para que o amor não esfrie em nós. Nada pode ser mais danoso e prejudicial do que isso: o amor esfriar em nós ou dentro de nós.

O amor é, pois, a “água que move a roda”, é o nosso móvel, e sem ele nós estamos em “maus lençóis”, como se diz por aí. A aridez (e frieza) da ausência ou inexistência de amor é uma das piores situações que um ser humano pode se encontrar e viver. O amor é o que nos faz “voar” pela vida, e sem ele nós estamos bastante limitados em essência, além de propensos a praticar injustiças, maldades e ruindades variadas. A dureza de coração é algo demasiadamente ruim para qualquer pessoa, visto que a torna em um ser insensível e duro de juízo, por vezes desprezível e vil. Quando deixamos de nos importar com as coisas à nossa volta, mau sinal, e com rapidez devemos buscar a reversão disso, antes que nos seja tarde demais. Essas coisas “secam” a alma, quando não a matam…

Vivemos tempos muito difíceis, tanto onde habitamos como no Mundo em geral. As desgraças e as barbaridades se acumulam e se atropelam, e isso tudo nos causa muita opressão. Como nos oprime bastante, também, a degradação do meio ambiente e da própria Humanidade. Demais disso, a velocidade das informações do nosso tempo não permite que descansemos ou relaxemos nem por um segundo. Tudo “cai no nosso colo”, quase que imediatamente. A cada crime cometido, a cada acidente grave ou fatalidade (lato sensu), a cada ato terrorista, a cada atrocidade perpetrada, a cada roubo (lato sensu), a cada notícia ou evidência de corrupção (lato sensu), a cada insensatez, a cada desatino Etc., a nossa “” para com a vida vai sofrendo “baques e agressões”. E parece que o natural é que cada um de nós se feche mesmo numa “concha”, em um mundo particular e individual, que nos dá falsa sensação de segurança e tranquilidade. E como “bichos acuados”, nós defendemos esse “território” com “unhas e dentes”, ferozes e irracionais. Pois é, é o amor esfriando…

Portanto, há uma tendência quase que corriqueira e normal de encararmos essa insegurança toda com egoísmo e individualismo. Contudo, a “” que depositamos na vida, nas pessoas e nas instituições está longe de ser a fé que nos faz bem e que devemos a Deus Pai. Pelo simples fato de que a fé no efêmero, primeiro caso posto, está mesmo fadada ao insucesso. Mas a fé no Altíssimo tem tudo para prosperar e nos sustentar. Estamos, de fato, rodeados de gente ruim, e insertos em um sistema demoníaco e degenerado, que funciona ordinariamente apenas àqueles que vendem a própria alma ao Diabo, que vivem 50, 60, 70, 80 anos ou pouco mais, e depois vão ao Inferno. Assim é porque buscam isso, e ostensivamente dão as costas ao Senhor. Iluministas, humanistas, imediatistas, satanistas, agnósticos, ateus, pilantras, desavisados, corruptores e corrompidos, não importa o quê, quem ou o nome que se dê: Inferno! (Se o Senhor assim decidir…). Porém, ainda que vivamos nós nesse meio terrível, doentio e nefasto, temos conosco, em nós, o Espírito Santo de Deus, e a fé no Senhor, por Jesus. Isso faz de nós peregrinos em terra estranha, sem pousada por aqui, estrangeiros, Povo de Deus. Por isso devemos cultivar a solidariedade e a fraternidade, convictos de que fazer o bem é obrigação permanente nossa, a ser cumprida com satisfação e zelo, movida pelo amor de Deus em nós. E apesar dos pesares, muita atenção para que não deixemos, de jeito nenhum, o amor esfriar em nossos corações. Que o Senhor nos leve antes disso!

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: