Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Zacarias 10: 4.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“De Judá sairá a pedra de esquina, dele a estaca da tenda, dele o arco da guerra, dele sairão todos os chefes” – Zc. 10: 4.

A Profecia Bíblica (Bíblia Sagrada, vide Apocalipse 22: 18 a 21) dizia que a salvação de Israel viria da Tribo de Judá (Gênesis 49: 8 a 12; Miquéias 5: 2). E dizia também que o Salvador viria da linhagem do Rei Davi (2 Samuel 7: 16; Salmo 110, de Davi; Jeremias 23: 5 e 6; João 7: 42; Romanos 1: 1 a 6). O carpinteiro José, pela Genealogia de Jesus, era da linhagem de Davi e também da Tribo de Judá (Mateus 1: 1 e 16; Lucas 2: 4). Esse José é considerado pela História e pelos Evangelhos como o pai de Jesus (João 1: 45; 6: 42; Mateus 13: 55). E assim nasceu o menino Jesus que, uma vez homem feito, tornou-se o Messias (o Cristo) de Deus (Isaías 9: 2 a 7), nosso amado Senhor e Salvador.

Essa é a minha crença, e eu não tenho problema algum para crer nisso tudo. Eu, particularmente, não preciso nem da fé para crer em Jesus, do exato modo das afirmações Bíblicas. Contudo, estudando as Escrituras e ouvindo pregações de outras pessoas, eu percebi algo extraordinário: José, em verdade, não era pai de Jesus. E isto está bem claro e dito expressamente: Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes que coabitassem, achou-se grávida pelo Espírito Santo. José, seu marido, sendo justo e não querendo difamá-la, resolveu deixá-la secretamente. Projetando ele isto, em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho da Davi, não temas receber a Maria tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo. Ela dará a luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles. Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta: A virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão pelo nome de Emanuel, que quer dizer: Deus conosco. José, despertando do sonho, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher. Mas não a conheceu até que ela deu à luz um filho. E ele lhe pôs o nome de JesusMateus 1: 18 a 25. Em suma: pelo Texto Sagrado percebemos que José adotou Jesus.

Jesus era adotado! Não é uma afirmação extraordinária? Mas há uma implicação séria nisso: se sabemos que José não era o pai de Jesus, e que Maria (maternidade não se discute…) era da Tribo de Levi, como fica a Profecia? José era da Tribo de Judá, e o Messias deveria vir da linhagem de Davi; José era da linhagem de Davi e da Tribo de Judá, mas pela Passagem Bíblica acima transcrita, não se pode dizer que José era pai biológico de Jesus, pelo contrário: não era pai. E se não era pai, a conclusão lógica é a de que José adotou Jesus como filho. Jesus era adotado! E a única linhagem biológica de Jesus viria da Tribo de Levi (coincidência ou não, a tribo dos sacerdotes…; Deuteronômio 31: 9; e a única tribo que não recebeu terras, porque sua herança era o Senhor…; Deuteronômio 18: 1 e 2). Essas afirmações, apesar de verdadeiras, de modo nenhum tiram a validade das Escrituras ou da Profecia, especialmente porque as mais importantes verdades de Deus são espirituais, e José “resolveu” o caso com a adoção. E é bonito ver como o Senhor fez (e faz) as coisas, visto que os mais “beatos” geralmente se escandalizam com coisas que não se mostram “perfeitas”, “retas”, “sem desvios”. Pois é, a Genealogia de Jesus não é “perfeita” desse “ponto de vista”, e podemos, ainda, lembrar que nela há uma prostituta, chamada Raabe (Josué 2: 1 a 22; Mateus 1: 5) e uma Moabita, chamada Rute (Mateus 1: 5; Deuteronômio: 23: 3; Rute 1: 16; 4: 13 a 22). Logo, Rute (a Moabita) foi bisavó de Davi e, com o perdão dos “beatos” e afins, Raabe, a Meretriz, além de trisavó de Davi, ainda tem o seu nome inscrito na “Galeria dos Heróis da Fé”, no Livro de Hebreus (Hebreus 11: 30 e 31).

Porém, voltando ao tema, Jesus é considerado o Primogênito de Deus e da Criação (Colossenses 1: 15 a 17). Todos nós estávamos mortos por causa do pecado, e Jesus é o nosso Redentor. Nós ressuscitamos em Cristo Jesus para vivermos para Deus Pai. Jesus é o Primogênito de Deus, o Filho de Deus, e nós viemos depois Dele, como filhos de Deus e, veja-se só (surpresa!): fomos adotados por Deus, ao optarmos por Jesus Cristo (João 14: 6). Por Jesus tivemos acesso ao Pai. Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos Gálatas 4: 4 e 5. Pois não recebestes o espírito da escravidão para outra vez estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba Pai! Romanos 8: 15. José adotou o Senhor Jesus; Deus Pai, por adoção, nos recebe em Cristo Jesus. Essa é uma verdade e realidade espirituais, que nos fazem herdeiros de Deus com Cristo (Romanos 8: 16 e 17).

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: