Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Esdras 3: 3.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Apesar do terror que estava sobre eles por causa dos povos das outras terras, firmaram o altar sobre as suas bases e ofereceram holocaustos diários ao Senhor, de manhã e à tarde” – Ed. 3: 3.

Assim que li este verso, seu conteúdo despertou em mim um sentimento bom, algo como um misto de ternura e encorajamento. A Bíblia Sagrada nos conta a história da volta dos exilados de Israel, que foram levados à força para a Babilônia, pelos exércitos de seu rei, Nabucodonosor. Tal cativeiro, como consta, durou setenta anos. Antes disso, porém, Jerusalém foi destruída pelos Caldeus e a Casa do Senhor foi pilhada e queimada. Os filhos de Israel, então, depois de escoado o tempo previsto, voltaram à sua terra para reconstruir a cidade e o Templo. Contudo, houve oposição dos povos vizinhos, de terras adjacentes, que não queriam de volta o esplendor de outrora de Israel. 

E o verso nos diz que mesmo com muito medo dos povos do entorno, os filhos de Israel firmaram o Altar de Deus e diariamente ofereciam holocaustos ao Senhor. Ora, havia um Altar, e a regra na época eram os holocaustos. Logo, apesar de terrificados e receosos, os Israelitas se esforçaram por manter e fazer o que a Lei de então lhes dizia para fazer. O ensinamento espiritual que nos alcança hoje, inerente ao verso Bíblico, está em vermos e nos espelharmos no estado de espírito daquele povo. Diante das dificuldades e das ameaças que eles enfrentavam, não houve esmorecimento: eles se firmaram em Deus Pai e tocaram as suas vidas, confiantes de que nada de ruim lhes sobreviria, certos de que o Senhor os livraria e cuidaria de tudo o mais que estivesse acima de suas forças naturais. E assim foi.

Nos nossos dias o Templo de Deus (de pedra e de outros materiais) não existe mais (só um pequeno pedaço Dele, conhecido por Muro das Lamentações), logo, Altar não há, no qual se ofereçam holocaustos ou algo do gênero. Mas há um equívoco nessa afirmação. Templo não há, mas Altar há. Ora, se só existe uma “parede”, como dito acima, do antigo Templo, como há um Altar? Resposta fácil: o Altar de Deus, na ausência do Templo do Deus, é o coração de cada ser humano. E não há ausência do Templo de Deus, visto que cada ser humano inteiro é (por si só) considerado por Deus como um Templo de Deus, que abriga o Espírito Santo, e cujo Altar está no coração. Esse é o conceito inicial de Templo Móvel de Deus, ou Ambulante, o mesmo que os Hebreus levavam no deserto, na fuga do Egito (no Êxodo). 

E os holocaustos? Diferente também é hoje em dia essa prática. Nas palavras de Jesus, pelo Novo testamento: Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifícios. Pois eu não vim chamar os justos, e, sim, os pecadores ao arrependimentoMateus 9: 13. A Lei (Velho Testamento) mudou um pouco com a vinda de Jesus, e os holocaustos (sacrifícios de sangue) foram abolidos, visto que Jesus o praticou uma única e definitiva vez, em favor de todos nós. Esse foi o sacrifício do Mestre, definitivo. Contudo, isso não nos isenta de louvá-Lo e de ter gratidão por Deus, nos nossos corações, não só de manhã e à noite, mas a cada segundo do dia. Fé em Deus, paz e confiança Nele, o tempo todo. O Senhor é digno de nosso constante louvor, e a Sua graça nos abençoa de contínuo. Enquanto o Senhor sequer dormita no zelo e nos cuidados pelos Seus, estes (nós) devem adorá-Lo até durante o sono. E não importa o “terror” que porventura nos assole: “firmemos Nele ‘os nossos altares’, e ofereçamos a Ele muitos ‘holocaustos diários’, tantos quantos Ele merece”. A vida só tem vida, Nele.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: