Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Marcos 13: 37.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“O que vos digo, digo a todos: Vigiai!” – Mc. 13: 37.

Parece que esta frase de Jesus foi dita apenas a quatro de seus discípulos, a saber: Pedro, Tiago, João e André. Claro que hoje em dia o verso é parte inseparável da Bíblia Sagrada, logo, também nos pertence e igualmente nos atinge. De todo modo, a frase foi o fecho de uma boa conversa, particular, entre o Mestre e, como dito, poucos dos que frequentemente O seguiam. Chama a atenção o fato de que Jesus falava somente com alguns de Seus seguidores naquele momento, contudo, Ele fez questão de dizer que a advertência (e/ou conselho) dita não servia apenas para eles, mas para todas as pessoas, sem exceções (eu e você, inclusive).

Jesus sabe das coisas, e bem conhece a natureza humana. Logo, Seu dito não é algo que deva ser tratado como coisa corriqueira, ordinária, mas, de outra sorte, deve ser ouvido e observado. Além disso, nós não devemos nunca nos acostumar com a frase, e deixá-la tornar-se comum a ponto de não darmos mais a devida atenção a ela. Também não se trata de bordão ou jargão de crente, na medida em que temos necessidade de a mantermos vívida e fresca em nossos corações. Sobre o “Vigiai!”, aliás, nós encontramos na Bíblia Sagrada diversas admoestações no mesmo sentido, como por exemplo: Aquele, pois, que pensa estar de pé, cuida para que não caia1 Coríntios 10: 12 (esta é do Apóstolo Paulo).

Portanto, são palavras de vida que nos mantêm sadios no Evangelho. Viver no Evangelho, ou pelo Evangelho, todos nós bem sabemos, não é coisa fácil. Tal estado requer de nós sacrifícios contínuos, algumas privações e muito esforço. Dá trabalho ser crente, sobretudo porque se anda na contramão do Mundo. Há um pensamento que define isso de maneira bastante espirituosa: “Numa terra de fugitivos aquele que anda na direção contrária parece estar fugindo” – Thomas Stearns Eliot (T.S. Eliot). Quem anda na direção contrária geralmente desagrada a muitos, causa embaraços, traz consigo e para si complicações, constantemente arruma confusão, provoca agitações Etc.; porém, no caso do cristão, tudo isso é legítimo (e até esperado): ele assim age em defesa da ética e da integridade em si mesmo e para com os demais, por conta de tudo o que é e representa o Reino de Deus. Enfim, diante disso, fácil aferir que o comum do Mundo é não tolerar nem simpatizar com nenhum filho de Deus, não?

De toda sorte, pouco nos importa se formos maltratados ou considerados como inconvenientes, sobremaneira porque sabemos o significado e a grandeza de se estar aos pés do Senhor, por Jesus. Com alegria e paz no coração, remidos e salvos, nós seguimos adiante pela vida, cônscios de que levamos conosco o estandarte máximo que um ser humano pode carregar. Confiantes, pois, nós vamos passando pelo tempo de corações abertos ao Evangelho, atentos a todas as palavras do Senhor Jesus. Alertas, vigilantes como atalaias (de nós mesmos), nós cultivamos e mantemos em nosso âmago uma fé viva e sadia no Senhor, o Criador, Todo-Poderoso e Altíssimo Deus. Temos, para tanto, a ajuda contínua do Espírito Santo em nós, e Jesus Cristo sempre ao nosso lado, além dos irmãos, é claro (não estamos sozinhos…). Também nos há provisão certa vinda dos Céus e consciência serena, espírito de paz. Com isso tudo só nos resta vigiar, e jamais se acomodar. Jesus nos diz, pois, em amor: “Vigiai!”. 

© Amor-Perfeito

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: