Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 20: 6.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Muitos há que proclamam ter constante amor, mas o homem fiel quem o achará?” – Pv. 20: 6.

Este verso contém em suas linhas um dos maiores segredos do Cristianismo. Claro que “segredo” é modo de falar, porque se trata mais de uma grata descoberta pessoal do que propriamente um “olhar para o lado” e, com isso, o concretizar-se de um julgamento raso e impertinente. Esse verso, mais do que tudo, nos lança a um profundo mergulho dentro de nós mesmos. Isso nem sempre é agradável, porém, todos hão de concordar que é necessário. Não uma, nem duas, tampouco três, ou sete (número perfeito), mas inúmeras vezes na vida, várias vezes no dia.  

Por certo que nós, com base na Bíblia Sagrada, podemos buscar identificar se a pessoa, eventual alvo de nosso interesse, tem, de fato, “constante amor”. Ora, a videira não produz figos, da mesma maneira que a figueira não dá uvas. Meus irmãos, acaso pode uma figueira produzir azeitonas, ou uma videira figos? Tampouco pode uma fonte de água salgada dar água doceTiago 4: 12. Essa é uma tremenda de uma advertência, extremamente séria, e creio que Jesus, a respeito dela, diria: Quem tem ouvidos para ouvir, ouçaMateus 11: 15. Ou seja, entenda, e aprenda, e aplique na sua vida.

O “constante amor” do verso, apesar de revelar sinais externos, está dentro das pessoas. “Constante amor” não é um mero sentimento (até é…), mas, sim, um estado de espírito de alguém, um esforço contínuo de fazer o bem, uma decisão tomada conscientemente, um cuidado – consigo – de fazer as coisas certas, um policiamento e uma autoauditoria frequentes (de atos, condutas, intentos e pensamentos), uma escolha com benditos efeitos eternos. Logo, uma evidente interpretação do provérbio nos diz que quem é “homem fiel”, de fato, não sai por aí alardeando seu pretenso “constante amor”. Não, as demais pessoas, de forma natural, simplesmente notam por elas mesmas a fidelidade dessa pessoa. Ela “exala” suas virtudes. Este é um ponto importante (certamente), contudo, externo.

O vital, entretanto, é a própria pessoa descobrir em si mesma esse estado de espírito de “constante amor”, que a leva a ter fidelidade. Fidelidade com as outras pessoas e com Deus Pai. Fidelidade consigo mesma. Não se atinge o estágio de se ter “constante amor” sem muito esforço, trabalho e foco. O “constante amor” não cai do céu, não aparece do nada, não surge nem se materializa em um passe de mágica. Não. Deus ajuda, sim, mas é preciso também empenho, nesse sentido, e, como dito, um ato decisório da pessoa. Um bom exemplo para nós de pessoa fiel é o do Apóstolo Paulo, cujo zelo excessivo chegou a prejudicá-lo em sua vida. Paulo, antes de sua conversão a Cristo, foi um religioso fanático, com pouca ou talvez nenhuma diferença para os terroristas de hoje em dia. Exagero dizer isso? Não, não mesmo, pois que ele matava por sua fé. Muito provavelmente, se ele vivesse nos nossos dias (antes de sua conversão) nós todos o odiaríamos. No entanto, Paulo pós-conversão foi um homem extraordinário, e extraordinariamente fiel, na medida em que seu nocivo zelo inicial se transformou em real “constante amor”. E como a suma do verso é a honestidade da pessoa para consigo mesma (e menos para com os outros), um versículo Bíblico define bem Paulo convertido, por ele mesmo, ao iniciar um discurso seu: Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo): (…)Romanos 9: 1. Assim, resta-nos encerrar este texto com uma pergunta reflexiva, de cada um de nós para nós mesmos: Será que eu posso dar testemunho de minha consciência, no Espírito Santo e por Jesus, pra mim mesmo e diante de Deus, de que eu tenho constante amor e sou, assim, fiel?

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: