Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 12: 12.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Deseja o ímpio o despojo dos maus, mas a raiz dos justos produz o seu próprio fruto” – Pv. 12: 12.

Há pessoas que não medem esforços para ter o que querem. Fazem o que for necessário para alcançar seus objetivos, não importa como. Aliás, o objetivo é atingir o objetivo, e o meio para tanto é mera questão secundária. Ainda que cada pessoa tenha seus limites, talvez fronteiriços ao mínimo de moral e ética, uma boa parte sequer sabe o que é isso. Nos extremos desses comportamentos e desvios de caráter decorrem as mais variadas desgraças, visto que “passam por cima” dos outros, enganam, defraudam, roubam, matam (entre si, inclusive), fazem o que for preciso, enfim, pelo desejo almejado.

Claro que isso é lamentável. E a vida nos cobra a todos pelos nossos atos. Não há quem se esquive de ser responsável pelo que faz ou causa. Para tudo há consequências e possíveis desdobramentos. Porém, isso não impede a existência de hordas de pessoas desse tipo, que ignoram tais fatos. Certamente o egoísmo, o egocentrismo, a cupidez e uma impulsividade desmedida, tudo somado ao desconhecimento de Deus, as impelem a agir assim. E nesse estado certamente a pessoa nunca fica satisfeita, sempre quer mais do que já tem ou obteve. Na verdade tal comportamento é um nefasto “círculo vicioso”, que enreda suas vítimas em um caminho bastante “acidentado”, para ser “econômico” com as palavras. Triste estado, mísera situação. Normalmente, sem Deus.

A segunda parte do verso, no entanto, nos fala dos justos, e de como eles obtêm suas coisas aparentemente sem muito esforço. Não sem esforço, decerto, pois nada cai do céu, mas naturalmente, de um modo tranquilo, sem prejudicar ninguém e licitamente, em todos os aspectos. A coisa toda, simplesmente, flui. E veja-se que justo não significa “bom”, como ímpio não significa diretamente alguém “mau”. O justo não é justo por si só, mas justo é aquele que foi (voluntariamente) justificado por Deus, em Jesus; e ímpio não significa alguém mau, por si só, mas aquele que não conhece os caminhos de Deus e vive por conta própria, segundo seu particular entendimento do Mundo. Não se trata, pois, de ter méritos próprios, nem de caráter, personalidade, ou, ainda, qualquer outra classificação, mas depende exclusivamente da posição da pessoa em relação a Jesus Cristo e ao Evangelho.

E a analogia do verso é muito interessante, na medida em que usa termos como “raiz” e “frutos”. Isso me lembra de certa passagem Bíblica, que nos ensina que devemos fundar “as nossas casas” na “Rocha”, e não na “areia” (Mateus 7: 24 a 27). A analogia é similar. Não vemos as raízes de uma árvore nem a fundação de uma casa. Porém, o que sustenta tanto a árvore como a casa é justamente aquilo que não vemos, abaixo, enterrado no solo. Não vemos, igualmente, “onde” a pessoa deposita a sua confiança, se em Deus Pai, ou em si própria ou em outra coisa qualquer. Mas é esta a diferença: quem está enraizado ou fundado no Senhor, em Quem confia, tem o privilégio de ser alvo do Seu cuidado. O seu “fruto” decorre diretamente de onde está posta a sua “raiz”. E… Desceu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa; contudo, ela não caiu, porque estava edificada sobre a rocha Mateus 7: 25. Para os justos, portanto, as coisas acontecem naturalmente, não que não haja esforço, mas, por certo, Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito Romanos 8: 28. Logo, se a “raiz” está no Senhor, o “fruto” é certo e decorre disso. Trata-se da Lei da Ação e da Reação. A “via” do Reino de Deus é de mão-dupla, sempre, e não há erro ou falha nisso. Podemos tomar o segundo trecho do verso acima transcrito como uma Verdade Bíblica, inconteste. Como, aliás, é a realidade de toda a Palavra de Deus.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: