Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Lucas 12: 2.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Nada há encoberto que não haja de ser descoberto, nem oculto, que não haja de ser sabido” – Lc. 12: 2.

Eu tenho um defeito pessoal que considero irremediável: eu me revolto intimamente com todo tipo de coisas que julgo erradas, como as injustiças, as canalhices, as politicagens de velhacos demagogos, as hipocrisias, a bandidagem e tudo o mais. É algo incontrolável em mim, e me atinge com um incômodo gigante, um sentimento que quase me provoca dor na barriga, nas entranhas, como que fortes engulhos que me causam muito mal, além de persistentes pensamentos de “palpável” indignação. Fico realmente “sufocado” com essas coisas. Se essa conversa de “somatização” for/fosse real, bem, então honestamente não sei como eu estou vivo e com saúde. Tal é o grau em mim dessa sensação de raiva, de ira, de aversão, de asco e nojo, de verdadeiro desprazer em relação a esses atos, condutas e seus protagonistas correspondentes.

Eu não vou ser hipócrita, e dizer a todos que sou bonzinho, ou um exemplo de crente (porque não sou, dependo de Deus). Não. Porém, de outra feita, pretendo escrever com base na realidade, que, entendo, não é só a minha, e ser honesto e franco com minhas palavras. Eu tive um professor na faculdade que dizia que todos nós (sem exceções), mentalmente, já cometemos os piores crimes possíveis, tal qual o homicídio, por exemplo. Sorte nossa que o Direito (salvo, talvez, o Canônico) não pune essas situações. Há pessoas, entretanto, tais como criminosos e certos políticos (Há diferença? Será?), em relação aos quais já desejei que morressem, ou que sofressem dores, desgraças e privações, e não raro (admito) ainda desejo.

Quando ouço no rádio uma notícia sobre uma perseguição policial, e no final vem à informação de que o bandido foi morto pela polícia, comemoro, menos um. Logo depois, no entanto, o “acervo cristão” em mim (possivelmente o Espírito Santo) me “cutuca” e me lembra de que isso não é correto nem adequado, e muito provavelmente desagrada ao Senhor. É, fico com remorso. E no fundo eu sei que esses sentimentos todos estão mesmo errados diante de Deus, mas sou um ser humano cheio de falhas e imperfeito: conto com a graça Dele em todo o tempo (especialmente por ter tido a coragem de expor tudo isso, neste texto, e deste modo não muito convencional). Os mais legalistas e os beatos de plantão, por favor, que me perdoem, se puderem. Desculpem-me pelo “desabafo”.

De toda sorte, o verso acima me traz muito conforto, bem como alguma consolação, justamente porque nada do que o ser humano faz, ainda que em oculto, deixará de ser revelado e descoberto, e de ter consequências. Ah! Mas alguém poderá dizer que muitas maldades e falcatruas deram certo, e ninguém delas têm conhecimento. Tal qual o crime perfeito! Ledo engano! Desde as maiores até as menores coisas, o Senhor as conhece todas. Eu não sou julgador de ninguém (apesar dos meus sentimentos, acima expostos), mas os olhos do Senhor estão por toda parte (Provérbios 15: 3). Os meus olhos estão sobre todos os seus caminhos; não se escondem perante a minha face, nem a sua maldade se encobre aos meus olhosJeremias 16: 17.

O Senhor é o Único Julgador, Justo Juiz, e sente repulsa todos os dias pelos desmandos e desvios humanos que presencia (Salmo 7: 11). Jesus Cristo, contudo, a ninguém condena, pois seu encargo e missão é salvar este Mundo (João 3: 17; e 12: 47 – 2.ª Parte). O Mestre é um “filtro” de vida, que evita condenação. Porém, aquele que Nele não “filtra” a sua vida, perece. E será julgado pelo Senhor. Quem julga, pois, é Deus Pai, que tudo vê. Ninguém foge ou se esquiva de prestar contas a Deus (Hebreus 4: 13; 1 Pedro 4: 5). E na medida em que isso acontece, bem, daí é que a coisa complica: Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo –  Hebreus 10: 31. Por isso, àqueles que se sentem como eu, tenham paz e confiem no Criador (vejam que escrevi, também, para mim mesmo – Hebreus 4: 12), pois que o Senhor Deus, de fato, julgará a todos. E, por fim, boa palavra de consolação e de meditação a nós todos, os “indignados”: … a ira do homem não opera a justiça de Deus –  Tiago 1: 20. Descansemos, pois, Nele. Em paz, (ainda que) nesse caos.

© Amor-Perfeito

2 Comentários

  1. Lucia

    Olá…
    Mto bom seu texto.Assim como você tem mtos cristãos (inclusive eu), que tbm ficam indignados com todas as coisas erradas que vc citou logo no começo e com certeza pensam igual a você, mas imagino que Deus nos entende e nos perdoa, pois “os olhos dEle estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons” Provérbios 15:3
    Dencansemos então nEle…
    A paz!!!

    • Olá, Lúcia. Paz. É verdade, vc tem razão: os olhos do Senhor estão por toda parte. Nós não podemos consertar o Mundo, nós só podemos confiar em Deus Pai. Fazer a nossa parte e viver de modo íntegro. Fiquei feliz pelo seu comentário pq essa é a finalidade das msgs do Blog: são curtas, às vezes, por conta disso, um pouco densas, e servem para causar reflexão nas pessoas. Justamente o q aconteceu com vc. Obrigado, e q Deus te abençoe, em Jesus.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: