Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Êxodo 23: 13.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Prestai atenção a tudo o que vos tenho dito. Do nome de outros deuses não vos lembreis, nem se ouça da vossa boca” – Êx. 23: 13.

Na época do verso, o Senhor passava ao povo que havia separado para Si, por intermédio de Moisés, diretrizes de vida em geral. A transcrição acima foi uma delas. Muitas dessas diretrizes passaram incólumes pelo tempo, chegando íntegras até nós, de forma que devemos observá-las. Creio que este seja um típico caso disso.

Notemos que o Povo de Deus, no deserto, podia perceber a presença de Deus com todos os seus sentidos. Os Hebreus viam a Coluna de Fogo de noite e a Coluna de Fumaça de dia. Eles sentiam o calor do fogo, visto que o deserto é muito frio à noite. Colhiam o Maná. Colheram as codornizes. Sentiam cheiros e tinham percepções físicas de tudo o que lhes acontecia à volta. Deus estava com eles, e isto não era percebido no âmbito espiritual, mas, sim, na realidade cotidiana deles. Era real, no sentido de ser algo físico, tal qual um fenômeno qualquer da natureza, de grandes proporções. Era o Senhor, e Ele estava lá, podendo ser visto a olhos nus.

Ainda assim o povo se desviou, teve crise de confiança, no episódio do bezerro de ouro (Êxodo, Capítulo 32), pouco mais adiante do tempo do verso. Tendo Deus por diante deles, em todas as horas do dia, equivocaram-se eles, e se dispuseram a servir um deus feito por mãos humanas. Essa história é extraordinária, pois que nos parece impossível conceber que alguém que esteja diante de Deus Pai, fisicamente, tenha a capacidade de desobedecê-Lo. No entanto, foi isso que eles fizeram. Nossa realidade é, por um lado, um pouco melhor do que a deles, e, por outro lado, pior.

A parte boa que nos coube é a de que temos a Bíblia completa em mãos, e isso nos proporciona muita segurança. E a “pior parte”, neste contexto (veja-se bem, e de acordo com João 20: 29), é que percebemos e discernimos Deus de forma espiritual. Com certeza é mais difícil para nós do que se O víssemos em pessoa, fisicamente, mesmo que como Coluna de Fogo ou de Fumaça. Por isso, para mantermos a nossa integridade perante o Senhor, e não nos desviramos a outros “deuses”, precisamos nos apegar aos dizeres do verso. Em primeiro lugar, devemos cultivar uma fé sadia e racional em Deus Pai, depositando toda a nossa confiança só Nele, por Jesus. Depois, devemos prestar atenção a tudo o que Ele nos diz; e isso equivale a colocar a Palavra de Deus (a Bíblia Sagrada) em nossos corações e mentes. Em suma: ler e estudar a Bíblia, sempre, de forma sistemática e contínua.

Por fim, devemos saber que nos é suficiente estar na presença de Deus Pai e, para tanto, só isso nos basta: estar, de fato, na presença de Deus Pai. Nós não precisamos estudar ou tentar entender/conhecer as práticas e essências do maligno, sendo-nos suficiente só repudiarmos o mal. Como ouvi de um pregador, certa vez: devemos nos postar de frente para a Cruz de Cristo, de onde emana a Luz, e de costas para a escuridão, representativa do mal. Do que acontece às nossas costas, Deus cuida (1 João 5: 18 e 19). Que ninguém se envolva com o mal (ou com outros deuses), portanto, ainda que tenha em mente apenas “aprender técnicas” para combatê-lo ou evitá-lo. Não, que ninguém faça isso, pois que esta peleja é do Senhor, não nossa. O Senhor manda claramente a todos nós, pelo verso, que nos afastemos do mal, de modo que da nossa boca não se ouça sequer o nome de um desses deuses.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: