Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Salmo 56: 8.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Registra as minhas aflições; põe as minhas lágrimas no teu odre – não estão elas no teu livro?” – Sl. 56: 8.

A Bíblia Sagrada nos ensina que Deus Pai não descansa, pelo contrário, Ele trabalha incessantemente, sequer dormita. Do Senhor não escapa um mísero segundo de vida, de ninguém, Seus olhos estão em todo lugar. Quando se diz que o ser humano está nu diante do Criador, podemos acreditar sem medo de errar de que não há exagero algum nisso, mas, sim, a expressão de uma verdade absoluta, maior do que somos capazes de imaginar. Enquanto nós temos um alcance muito limitado em todas as coisas, o Senhor contém em Si mesmo o Universo inteiro.

Outra coisa que a Bíblia nos ensina é que temos algum controle sobre uns poucos aspectos de nossas vidas, e nenhum controle da vida em si. Aquele que pensa que muito pode, e disso se gaba, é néscio e autoiludido. Esse sempre acaba “dando com os burros n’água”, como diziam os mais antigos (expressão idiomática indicativa de frustração certa). E assim é porque a vida jamais será “um voo desimpedido em céu de brigadeiro”, ou, para descomplicar, “um mar de rosas”. A vida é permeada de fases, e nelas vivemos dores e amores, provamos momentos doces e amargos, há “frutos azedos no meio dos saborosos”, caímos e levantamos um sem números de vezes, “queremos e não temos, temos e não nos contentamos”, enfim, a vida é mesmo “uma estrada acidentada”, “esburacada”, no mais das vezes, e nem sempre “asfaltada”, cheia de “altos e baixos”. Se alguém disso discorda, espere pelos “burros”…

Tudo isso para dizer o óbvio: as aflições virão. Para todos. E virão das mais variadas maneiras, quase sempre sem aviso (ou há entre nós quem conheça o próprio futuro?). O ser humano é incapaz de contorná-las, inepto para evitá-las. Aflição se enfrenta, se vive, e o homem nela se enreda. Ela nos colhe em sua “roda vida”, e nos “joga de um lado pro outro”, e só nos solta quando o “redemoinho” perde força. Entenda-se com isso: “o tempo cura tudo”. Ou quase tudo.

E o Salmista (pelo verso), talvez num lamento ou momento de fraqueza, pede a Deus que registre as suas aflições e guarde as suas lágrimas. É um pedido desnecessário, pois que Deus Pai já faz isso sem que seja preciso que alguém Lhe peça. Pois que se a Bíblia nos diz que não cai um fio de cabelo sem que Ele saiba e permita, quanto mais valem lágrimas derramadas em momentos de aflição. O Senhor as tem todas em Seu odre, e as nossas aflições todas registradas em Seu livro. A pergunta do verso é retórica: o Salmista já sabia a resposta, afirmativa. E tudo isso se aplica às nossas vidas: Deus Pai conta as nossas lágrimas, e registra as nossas aflições. É mentiroso e desleal o “iluminado” que prega o “evangelho cor-de-rosa”, que exclui ou “blinda” o homem do sofrimento e da aflição. Fiquemos nós, pois, com a honestidade de Jesus, que nos diz: “… No mundo tereis aflições. Mas tende bom ânimo! Eu venci o mundoJoão 16: 33.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: