Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Salmo 32: 10.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Muitas são as dores do ímpio, mas o constante amor do Senhor cercará aquele que nele confia” – Sl. 32: 10.

O Livro de Salmos não contém apenas louvores a Deus, seja por poesia seja por música. Nos versos dos diversos Salmos nós encontramos muitos ensinamentos, vez que o Salmista também neles retrata e imortaliza parte de sua própria realidade, ou da realidade que o circunda. E são textos maravilhosos de serem lidos, visto que criados com a combinação da inspiração humana e da divina. Se o foco era tão somente o louvor a Deus, certamente foi-se muito além dessa pretensão.

O verso acima fala que as dores do ímpio são muitas. Em primeiro lugar deve-se dizer que ímpio é tão somente aquele que não confia em Deus Pai, em contraposição àqueles que Nele confiam (chamados de justos, unicamente porque confiam no senhor). Essa é a diferença primordial: confiar ou não. E as dores do ímpio são as mesmas dores dos justos, na verdade, mas com a diferença de que os ímpios contam somente com si mesmos para enfrentá-las, e os justos têm a Deus para ampará-los. Não sofrem sozinhos.

O ímpio pode estar cercado de colegas, amigos e familiares, mas, mesmo assim, está por conta própria. Sozinho. Isso ocorre porque no momento em que o ser humano deve encarar e lidar com sua dor, qualquer um e qualquer dor (sem distinção ou exceção), ou ele tem a Deus ou está sozinho. A dor se vive na “intimidade” do ego, e se a voz interna é só a da pessoa, esta está só. É um conceito muito simples mesmo, porque o Senhor, pelo Espírito Santo, está nas pessoas, e quando está, internamente, ampara o justo e lhe dá suporte. A ajuda não vem de fora, mas de dentro do âmago de cada um de nós (coração? alma? Deus sabe…), onde o Espírito Santo de Deus habita (quando convidado…). E é Deus Espírito, que representa em nós a Deus Pai e a Deus Filho, Jesus. Assim o Senhor nos cerca com Seu amor e cuidado. E esse amor não é qualquer amor, mas Seu constante amor, como diz o verso. Amor o tempo todo, amor de Deus Pai.

Bem, o Senhor é maravilhoso. Depois de alguém ter experimentado a Sua Santa Presença é impossível ao indigitado sujeito viver bem ou tranquilo sem que Ele esteja presente. A vida com Deus Pai é rica e reconfortante, em vários aspectos que não se repetem se não estivermos próximos Dele (achegados a Ele). O constante amor de Deus por Seus filhos é o diferencial da vida vista por esta perspectiva. Claro que há muitas outras facetas da convivência e da intimidade das pessoas com Deus, e todas são tão importantes que quaisquer comparações, dentro deste contexto, não se fazem oportunas. Fato é que quem se acostuma a viver na dependência do Senhor só consegue se sentir livre sendo Seu servo. O ser humano não foi criado para viver na pendência do acaso, e por sua própria conta e risco. Nós fomos criados para viver em harmonia diante da Bendita Face de Deus, mas o Senhor quer voluntariedade e amor de nossa parte. Quem se furta de estar na presença de Deus, sofre sozinho as suas dores (que serão muitas durante a vida, diga-se de passagem…). Por tudo isso, com fé: “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará”Salmo 37: 5. Confiemos Nele, pois, e o mais… Ele fará!

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: