Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Salmo 31: 24.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Esforçai-vos, e fortaleça-se o vosso coração, vós todos os que esperais no Senhor” – Sl. 31: 24.

O ser humano vive às voltas com a ansiedade. É um dos piores males “modernos”, e é, com certeza, uma das coisas que está dentre as mais difíceis de serem equacionadas. Pressupondo que estamos esperando no Senhor, a verdade é que não nos é tão fácil assim esperar em paz e com serenidade pela concretização do tempo de Deus. Além disso, nós frequentemente nos iludimos com relação à realidade (o real não é só o que vemos, ou aquilo que enxergamos, mas também e principalmente o que não vemos e tudo o que esperamos em Cristo Jesus). Tudo aquilo que é visível e palpável, e que nos cerca na vida, cada uma dessas coisas contribui para “embaçar” a parca e inexata noção que temos em relação ao meio em que vivemos e à Eternidade. O que vemos (e com quê ou com quem interagimos) é apenas e tão somente a “casca” da verdadeira realidade, que segue parcialmente oculta ao nosso entendimento e consciência.

Antiga frase, célebre e sábia, nos ensina e explica: “Há mais coisas entre o Céu e a Terra do supõe nossa vã Filosofia” – William Shakespeare (Hamlet). E é a mais pura verdade: nós sabemos pouco, muito pouco, sobre as nossas origens, o que nos cerca e a respeito do nosso destino pós-vida. Por isso a facilidade que temos de nos dedicar ao visível e ao palpável em detrimento de coisas mais profundas, relevantes e importantes. E o que seria mais profundo, mais relevante e mais importante do que as coisas concernentes ao Criador, nosso Deus e Pai? Pois é…

Se vivêssemos centrados (ou, pelo menos, mais focados) nas coisas espirituais, e buscássemos a Deus em todos os momentos, certamente muitas de nossas demandas terrenas perderiam sentido em face de outras, celestiais, que surgiriam em substituição às primeiras. Mas nosso modo de ser e de viver não é um equívoco total, visto que fomos criados para viver neste Mundo, e esperar pelo vindouro que, segundo a Bíblia Sagrada, é o definitivo. Ora, se primeiro temos de enfrentar toda sorte de agruras, tentações, expectativas e um sem número de complicadas situações de vida, para então, depois de certo tempo, passarmos à Eternidade, natural é, pois, que enfrentemos as dificuldades materiais antes de nos preocuparmos com quaisquer faces do Além. Em suma, nós nos concentramos naquilo que vemos e pensamos (imaginamos) ter algum controle.

Assim é que vivemos em constante contradição, lutando por coisas e situações necessárias ao desenrolar do nosso cotidiano e existência, no mesmo passo em que caminhamos para o nosso inevitável destino espiritual, do qual não há volta. Fato é que precisamos pensar e refletir sobre todas as coisas, sem negligenciar nenhuma delas. E se esperamos no Senhor, Nele precisamos fortalecer os nossos corações, empreitada essa que nos toma não pouco esforço. Mas o Senhor é misericordioso, e sabe o quanto “batemos cabeça” e pelejamos nesta vida. Por isso Ele nos ajuda, nos toma pelas mãos e nos conduz pelos tortuosos e nem sempre fáceis caminhos da vida. Sábio quem disse que “o Senhor escreve certo por linhas tortas”. De que adianta, pois, tentarmos viver uma vida linear se o caminho se mostra frequentemente sinuoso e acidentado? O melhor é mesmo confiar no Senhor que, entre curvas, ladeiras e obstáculos de todo tipo, nos livra dos infortúnios e nos levanta dos inevitáveis tombos e quedas. O verso, de todo modo, nos ensina que devemos nos esforçar “para fortalecermos os nossos corações”. E tal conselho é dirigido justamente para aqueles que esperam Nele. Logo, o verso nos incita a confiarmos em Deus Pai, mais e mais a cada dia, e deixar com Ele as coisas que não podemos resolver, ou aquelas que nos estão encobertas (pelo menos por agora). Sábia admoestação essa, portanto. Sejamos nós, pois, inteligentes em segui-la. Essa parece ser a nossa parte nesse negócio. O coração fortalecido no Senhor aplaca os efeitos da ansiedade em nossos organismos, dando-nos a chance de vivermos qualitativamente melhor do que comumente ocupados e preocupados com os cuidados desta vida.

© Amor-Perfeito

1 comentário

  1. Este é um tema muito importante. Ansiedade assola a todos, nos tempos atuais. Ansiedade provém da dúvida quanto ao resultado de algo. Se fizermos tudo, com esforço, dedicação e amor, o resto “nos será acrescentado” pela “mão divina”. Certamente, confiar no Senhor, não é esperar que ela faça por nós, e sim, que ele retribua, com justiça, o que fizemos “em nome dele” para a manifestação da abundância na Terra.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: