Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

João 7: 17.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, descobrirá se o meu ensino vem de Deus, ou se falo por mim mesmo”– Jo. 7: 17.

Essas são palavras de Jesus, e são belas e surpreendentes. Pelo verso nós aprendemos que Deus Pai Se deixa conhecer e mesmo Se revela àqueles que se prontificam em fazer a Sua vontade. Em relação aos que O desprezam de qualquer forma, ou não O conhecem, o Senhor, apesar de Sua Soberania, se coloca ao largo, e fica como que “oculto” da vida dessas pessoas. De outra sorte, aqueles que voluntariamente se colocam sob Sua proteção e graça, esses descobrem que Deus não só existe, de fato, como caminha junto, estabelece intimidade e, por si sós, tomam contato com a Verdade, com o único intermediário sendo Jesus.

Trocando em miúdos, as pessoas que trazem Deus para as suas realidades e cotidiano, não precisam de ninguém que lhes diga ou reforce o fato de que o Senhor está com elas, tanto no dia a dia como para todo o sempre. Essas pessoas formam seus convencimentos a partir de atos do próprio Deus Pai, sem intervenção humana e, por conta disso, não precisam de outros que as convençam disso tudo. Ou de terceiros que lhes fiquem constantemente “martelando” ideias e fatos sobre o Senhor em suas cabeças. Bastam-lhes as experiências que vivem com Deus, para que saibam hoje e eternamente que Deus é Deus, o Criador Todo-Poderoso, e que todo o ensino de Jesus se justifica por si mesmo. Assim, seja por fé ou por crença bem estabelecida, aquele que sabe da existência e da presença de Deus em sua vida, não precisa de prova alguma sobre isso: tal verdade e realidade se estabelecem com força e paz na consciência e no entendimento da pessoa. Enfim, ficam arraigadas em seu âmago e a iluminam.

Daí vem uma certeza que supera qualquer fé. Considero isso um milagre, sobrenatural e indescritível, visto que ocorre no âmbito pessoal de cada um com Deus. Por mais que a pessoa queira, e mesmo deseje, e se esmere, ela não consegue transmitir ou descrever essa experiência de maneira completa e íntegra. E quando acontece tal experiência, diga-se de passagem, é ela evento inegável, devido à intensidade que se instala nos nossos corações. Sabemos que há em nós uma força que não é nossa. A presença do Espírito Santo de Deus não passa despercebida. Essa situação de bênção e de plenitude, ainda que por vezes latente, está em nós (se estiver, de fato), e, daí, não há como negá-la. Nossa essência muda de forma perceptível (drástica, às vezes), especialmente para nós mesmos. Temos ciência de que não somos mais os mesmos, de antes, quando andávamos na ignorância, esta no sentido de não saber, de não ter conhecimento nem contato direto com o Pai.

Na verdade, o que ocorre conosco é uma revolução de ideias, certezas e ideais. É um encontro íntimo com Deus, que nos estabelece uma marca indelével na vida, algo do tipo “antes de Cristoversusdepois de Cristo” (AC/DC). Nosso modo de pensar (e de ver, de agir e de reagir) passa a outro nível de entendimento, superior, e isso se dá sem retorno, de forma definitiva, irrevogável. Impossível nos é voltar atrás, de fato, depois de “retirado o véu” e “aberta” a nossa mente. Alguns chamam isso de metanoia, ou seja, palavra do grego, composta por: meta = além, depois; e nous = pensamento, intelecto – isto é, em resumo, mudança de pensamento. Significa, pois, uma mudança de rumo e de direção. Em suma: uma nova maneira de viver e de encarar a vida. Virtudes e valores são revistos, muita coisa boa acontece. Para alguns é o arrependimento e/ou a conversão a Jesus, que inaugura o início de um processo contínuo de mudança, claro, para melhor. Metanoia (ou metanóia), portanto, equivale a uma “mudança de estado de mente”, ou de consciência, e é algo lindo de se ver ocorrendo em alguém. Logo, do mesmo modo que Deus não precisa de ninguém que O defenda, Ele igualmente não precisa que ninguém prove a outrem Sua existência, bem como o valor e a eficácia de Seus ensinos. Deus Pai, Ele mesmo, Se encarrega dessas coisas. Se alguém duvida disso, ora (ore), peça a Deus que lhe faça prova, e se surpreenda.

© Amor-Perfeito

1 comentário

  1. Parabéns pelo texto! excelente. Este trecho é perfeito: “mudança de estado de mente”, ou de consciência….sim, a consciência divina, expressa através da mente terrena, a do homem, é o caminho certo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: