Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 20: 29.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“A glória dos Jovens é a sua força, e a beleza dos velhos são as cãs” – Pv. 20: 29.

A vida é composta de fases, de momentos que se sucedem, e passam, não voltam mais: viram memórias e lembranças. Desde o nascimento nós caminhamos em direção à morte (morte certa). Aliás, dizem por aí que “a única certeza da vida é a morte”. Uma comparação muito interessante sobre o correr da vida humana foi feita por alguém que se utilizou das quatro estações do ano. A primavera comportaria da gestação à primeira infância; o verão, a adolescência e a juventude; o outono, seria a meia-idade; por fim, com o inverno, estaríamos diante da velhice, do ocaso e da morte. É uma maneira poética, bonita, óbvia até, de se descrever as fases da vida de todos nós.

No Livro de Eclesiastes há muita sabedoria nesse sentido. Fala-se do tempo e da ordem das coisas. E fala-se muito das vaidades da vida, é verdade. Porém, Eclesiastes nos presenteia com inúmeros conselhos úteis para se viver uma vida plena e com significado. E o Pregador, conhecido por Rei Salomão, cuja sabedoria era/é ímpar, nos descreve muitas situações da juventude e da velhice, lembrando-nos de que somos seres frágeis e mortais, e que viver é coisa séria, pois que a vida se desenrola perante o Senhor Deus, que tudo sabe e que tudo vê. No mais, por toda a Bíblia Sagrada nós “topamos” com advertências de que precisamos buscar a sabedoria, o conhecimento e o entendimento (no Senhor, por Jesus). Só assim a vida vale a pena. Esse tem de ser o nosso maior objetivo ao vivê-la.

Há outro bom ponto de vista no verso: o de ter ou não experiência. O jovem se fia na sua força. Sua glória é essa: o vigor de sua juventude. Quem, quando jovem, honestamente, nunca se sentiu indestrutível, como se a vida jamais fosse passar? Quem, quando jovem, não deixou o tempo passar de forma desleixada, como se tivesse tempo, de fato, para gastar? Tempo gasto, tempo exaurido, não volta mais. Quem não cometeu estultícias quando jovem? E quantos e quantos livramentos, quando jovens, nós precisamos (ou tivemos) de Deus? Quantos erros nós cometemos, quando jovens, ao nos utilizarmos com ênfase da força e do vigor de nossa juventude? Parece até que a inexperiência é “irmã siamesa” da força e do vigor; e somente quando a força míngua, aos poucos, daí a experiência vai ocupando seu lugar. Força e experiência não coexistem: certo é que a força e o vigor são características da juventude, e a experiência vem com o passar do tempo. Quando eu era jovem meu pai frequentemente me dizia que queria ter a minha idade, estar no meu lugar, mas com a sua experiência (que era coisa que eu verdadeiramente não tinha).

Contudo, quando se é jovem, não se pensa muito (ou nada mesmo) nisso, talvez porque ainda haja, em tese, muita vida pela frente. No meu caso, o tempo passou, meu pai morreu e, aos poucos, minha força (e vigor) tem sido substituída pela experiência. E como a Bíblia fala, aparecem as cãs. Cãs não significam apenas cabelos brancos, mas, também, cabelos grisalhos. E é isso que a Palavra de Deus nos mostra: à medida que envelhecemos vamos adquirindo experiência. Experiência se adquire com vivência, com vida vivida, com acúmulo de anos. É um processo contínuo e ininterrupto, do nascimento à morte. E as cãs sinalizam isso. A Bíblia nos diz que o significado das cãs é belo. E quanto mais perto do fim, mais beleza se tem. Ora, a força e o vigor acabam! Já a experiência nós a levamos conosco para o além. O curioso é que na Eternidade permaneceremos com a nossa experiência, e Deus Pai nos dará força e vigor, novamente, por um corpo incorruptível. Veja-se que é necessário e inevitável o morrer, mas que isso seja para nós, então, como “a morte do grão de trigo” (nas Palavras de Jesus): Em verdade, em verdade vos digo que se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica só. Mas se morrer, produz muito fruto – João 12: 24

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: