Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Colossenses 3: 2.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra” – Cl. 3: 2.

Quando as obrigações e mazelas do nosso cotidiano nos envolvem, quão difícil é para nós pensarmos nas “coisas que são de cima”, não? Pois é, assim é. As “coisas que são da terra” quase sempre e comumente nos tomam a paz que teríamos se ficássemos centrados somente nas “coisas que são de cima”. Porém, não precisamos nos afligir com isso, justamente porque essa é a normalidade e regra da vida. E Deus Pai bem sabe como são todas essas coisas e conhece os efeitos que nos causam.

Independente disso, o conselho do verso é bom. Feliz aquele que consegue se firmar por mais tempo nas “coisas que são de cima”. Nossas vidas têm dois lados, bem distintos um do outro: o espiritual e o material. Na carne o lado material geralmente é mais forte, e tem a tendência de “obscurecer” o lado espiritual, se deixarmos… Quando estivermos com o Senhor, na Glória, simplesmente não existirá este conflito, pois nossos corpos serão celestiais, e incorruptíveis. Por estas bandas, entretanto, a “corrupção” faz sua obra livremente, e envelhecemos e somos suscetíveis às vontades e desejos do corpo que ocupamos. Mesmo assim, viver é uma bênção de Deus, dádiva que deve ser celebrada dia a dia. À vida, pois.

E nela, ora, o homem precisa comer. Para comer, precisa trabalhar. Para trabalhar, precisa se ocupar. E se ocupando, perde o foco das “coisas que são de cima”, inevitavelmente. Simplesmente “comer”, na verdade, é um eufemismo, pois que apenas substitui tudo aquilo com o qual o homem está habituado, lida, quer, deseja e vive. Fosse só o “comer”, e tudo seria bem mais simples… De todo modo, administrar e lidar com todas as áreas e demandas da vida preenche bastante o tempo de uma pessoa, o suficiente para que ela se ocupe mais com as “coisas que são da terra” do que com as “coisas que são de cima”. Fato.

À revelia de isso ser situação triste ou não, é a realidade. Pura, dura, ou o que seja: é a realidade. E se vivemos nessa realidade, por certo o Senhor nos dá um “desconto”, não? Acredito que sim. O ser humano é frágil e fraco, e precisa de Deus o tempo todo. Deus Pai, bem ciente disso, nos carrega, Ele nos leva Consigo, e (creio) entende todo o tempo que gastamos “correndo atrás do vento”, envolvidos com coisas que, cedo, perdem a importância, mas que devem ser feitas, de qualquer modo. Assim é a vida, cheia de compromissos e eventos, permeada de casos e acasos, de maneira que devemos vivê-la de frente, honesta, idônea e sinceramente (de “peito aberto”), tratando, pois, das “coisas que são da terra”, mas de jeito nenhum nos apartando ou negligenciando as “coisas que são de cima”. Que todos nós, em nome de Jesus Cristo, tenhamos lucidez, bom senso e equilíbrio nessas coisas todas, e que o Senhor esteja (Ele está) sempre ao nosso lado. Amém.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: