Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

2 Coríntios 5: 20.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus” – 2 Co. 5: 20.

É bastante interessante o dito de Paulo, Apóstolo, quando afirma que nós todos somos embaixadores da parte de Cristo. No entanto, por certo ele se refere àqueles que acreditam em Deus e têm um relacionamento íntimo com Ele, por Jesus. E isso diz muita coisa a respeito do nosso estado, da nossa identidade e posição para com Deus Pai e o Reino de Deus. O uso da palavra “embaixadores” é extraordinário.

Ora, é comum que todos nós que cremos no Senhor sejamos chamados de peregrinos em terra estranha, visto que nossa pátria, após nossa conversão a Jesus, passou a ser o Céu. Aqui estamos de forma transitória, e aguardamos ansiosamente pelo momento de voltar ao Lar, nossa Casa verdadeira. Porém, o tempo é de Deus e a ele (tempo) estamos sujeitos. Enquanto isso, até a bendita hora, aqui estamos nós, e taxados de embaixadores de Cristo. Basta crer em Jesus para receber este título.

E faz muito sentido esse título. Pois que se a nossa pátria é o Céu, somos estrangeiros por estas bandas. Não um estrangeiro comum, ou turista, mas uma pessoa comissionada pelo Chefe de Estado do Reino ao qual pertencemos. Temos uma missão, um encargo a cumprir. De fato, o embaixador é um representante diplomático da mais alta categoria na carreira. Geralmente tal cargo é ocupado por alguém preparado, educado e comedido. Alguém que sabe conversar e ouvir, aconselhar, alguém bom em intermediar conflitos, que age com diplomacia. Alguém que representa seu país, que se faz presente entre estranhos, em povos de outras culturas, costumes e tradições. Por tudo isso, bem se vê que não é tarefa fácil. E não estamos nós nessa situação, vivendo em terra estranha? Não somos nós verdadeiramente representantes de Deus Pai nesta Terra? Em Jesus?

Pois é, por isso entendo que o uso da palavra “embaixadores” é exato e feliz. Nada melhor para nos identificar no Reino. E a função maior nossa é a de fazer com que as pessoas se reconciliem com Deus, como nós fomos, um dia, reconciliados. Até porque a palavra “religião” vem do latim “religare”, cujo significado, grosso modo, é juntar de novo, religar algo que já esteve ligado por algum vínculo. Esqueça-se do termo “religião” no seu sentido já desgastado e banalizado. Não é dessa “religião” que ora se fala. Todo ser humano precisa se reconciliar com Deus, visto que nasce escravo do pecado. É preciso, pois, que se arrependa, contriste-se no seu íntimo, e se entregue a Deus, visto que por conta de um passado remoto, o homem se desviou do caminho ideal (Rm. 5: 12 a 21), que a ele havia sido proposto no início pelo Senhor. E nós herdamos isso de forma automática e inevitável. Deste modo, é por nós que Deus roga àqueles que O desprezam ou não O conhecem. A estes, Deus Pai envia os Seus embaixadores, a fim de que possam, ao menos, ter uma chance de conhecê-Lo. Essa é a missão de todo aquele que ama a Deus, por Jesus. Esta é a minha missão, e também a sua missão, visto que fomos comissionados diretamente por Cristo Jesus, nosso Senhor. É uma honra inenarrável fazer parte deste distinto (e divino) Corpo Diplomático do Reino de Deus, que nada mais é do que o Corpo de Cristo (Efésios 4: 1 a 16).

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: