Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

João 14: 27.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” – Jo. 14: 27.

A paz é uma palavra cheia de significados. No Mundo dela ouvimos falar com certa frequência, e em várias conotações e situações diferentes. Há os acordos de paz, que nações buscam celebrar, quase sempre sem sucesso prático. Há os políticos que comumente prometem melhorar as vidas das pessoas, e só vemos “progresso” nas vidas deles mesmos. Há planos que fazemos, visando a paz futura, mas que nem sempre chegam. Há momentos raros de paz, que passam com rapidez exasperante.

Tudo isso nos remete à conclusão inevitável de que a paz do Mundo é quase uma ilusão, em muitos casos uma flagrante utopia. Há, se tanto (quanto muito), lampejos de paz em nossas vidas (e no Mundo em geral), nessas condições de paz mundana. E para completar o “cenário”, a Bíblia Sagrada ainda nos diz que o Mundo jaz no maligno (1 João 5: 19) e que basta a cada dia o seu próprio mal (Mateus 6: 34). De fato, não se pode conceber (imaginar) o Mundo em que vivemos com inexistência de lutas, violências e barbaridades, atrocidades e perturbações sociais, injustiças, guerras etc. Tampouco a ausência de conflitos entre pessoas.

Jesus sabe disso. Mas o Mestre é honesto conosco, quando diz que a Sua paz é diferente. O Mundo tem a pretensão de nos dar alguma paz. E Jesus até nos diz para aproveitarmos essa paz, se eventualmente vier, mas não devemos esperar por ela, ou mesmo nela confiar. Porque essa paz é transitória, frágil, muitas vezes falsa e enganosa. Essa paz mundana nos passa equivocada noção de segurança e de estabilidade, de sossego, e de serenidade, quando, na verdade, não temos garantia de nada, se nela nos fiarmos.

Com esse tipo paz, aliás, que talvez nem paz seja (no estrito sentido da palavra), certamente encontraremos corações turbados e atemorizados. Se a paz for do mundo, portanto, eis aí alguns sintomas. Porém, Jesus não nos dá paz como o Mundo dá. A paz de Jesus é outra, pois que enquanto a paz do Mundo é algo externo, apesar de sentida por dentro, a paz do Senhor Jesus é interna, posta no âmago das pessoas. Se existente a paz de Jesus na pessoa, a vida exterior pode até ser descrita como um “redemoinho”, um nefasto “turbilhão”, mas essa pessoa “olha pra dentro” de si mesma, e encontra a paz. Sossego e serenidade… Do Céu. Inegavelmente, lá está a paz, que excede todo o entendimento (Filipenses 4: 7). Jesus nos deixa a Sua paz, em verdade. A partir disso, outra oração não há a ser feita, senão a que rogue a Deus Pai permissão e graça para que cada um de nós encontre, dentro de si, a paz que Jesus dá aos Seus. Que o Senhor Jesus nos envolva com Sua bendita e única paz, e a fixe em nossos corações, para sempre.

© Amor-Perfeito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: