Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 11: 31.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Se o justo é punido na terra, quanto mais o ímpio e o pecador!” – Pv. 11: 31.

O verso acima transcrito parece nos dizer que somente o ímpio é pecador, e o justo não. Ledo engano, pois que a Bíblia nos diz que não há um justo sequer (Romanos 3: 10). Então, como conciliar a ideia do verso com a Bíblia Sagrada? Não é tão difícil quanto parece, pois que o justo do verso não é o justo em si mesmo, mas aquele que é justificado por Deus Pai, em Jesus. E o ímpio é aquele que não se entrega a Deus, por variadas razões e motivos, e está na vida por conta própria, apesar da Graça de Deus, que também o alcança, vez por outra.

Porém, tanto o justo como o ímpio são pecadores. Nisso não há diferença entre eles. Talvez o justo tenha consciência do pecado, e o ímpio não. E é só, até porque na Palavra de Deus encontramos a informação e o ensino de que quem diz que não peca, além de se autoenganar, faz de Deus mentiroso (1 João 1: 8 a 10). Todos pecaram (nos diz a Bíblia Sagrada), e destituídos estão da Glória de Deus, salvo se estiverem em Cristo Jesus (Romanos 3: 22 a 24). Assim, pode-se dizer que o justo anda na luz (porque está com Jesus) e o ímpio anda em trevas (pois despreza o Mestre).

O fato de o justo andar na luz ameniza “suas dívidas” com o Céu, ainda que o verso nos diga que ele é punido na terra. Já o ímpio, que anda em trevas, segundo o verso, recebe maior punição, visto que lhe falta a grata justificação de Deus (que o tornaria justo e lhe livraria da condição de ímpio). Creio que ninguém sabe (ninguém mesmo) como Deus aplica a Sua Justiça Divina nas pessoas. Isto é um mistério e é também uma das razões pelas quais o Senhor nos diz para deixarmos de julgar o próximo: justamente porque nós não temos condições de fazer isso corretamente, pelos padrões de justiça de Deus Pai.

A boa nova é que nós, (se estivermos) no estado de justificados em Cristo Jesus, temos condições privilegiadas em matéria de punições. O Senhor nos avalia de outro modo, talvez mais brando em relação ao ímpio, visto que temos intimidade com Ele, e Ele nos ama de uma forma tão profunda que nossos intelectos não alcançam o tanto, por pura incapacidade. De todo modo, o verso nos anima a esperar pelo Senhor em todas as nossas causas, visto que se nós somos punidos na Terra, com muito mais razão o ímpio também será. Logo, deixemos as pelejas e as pendengas com Deus Pai (Ele as resolverá). Vivamos em paz, pois, esperando no Senhor, cada qual cuidando de si próprio em termos de intimidade com Deus, e que Ele, e somente Ele, dê a cada um aquilo que cada um merece. Tenhamos fé nisso, e descansemos confiados Nele. Sendo Ele quem disse, então, assim seja!

© Amor-Perfeito

Anúncios

1 comentário

  1. mcvpereda

    Excelente texto, como sempre….apenas uma coisa a dizer: eu gostaria de “ver” os ímpios serem punidos, pois infelizmente o que ocorre é o contrário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: