Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

1 João 2: 23.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; aquele que confessa o Filho, tem também o Pai” – 1 Jo. 2: 23.

A lógica da afirmação acima parece ser simples e justa. Especialmente se lermos o verso 6 de João 14. É preciso ter o Filho para se tenha o Pai. O problema surge ao tentarmos conceituar o que seria “negar” o Filho. A segunda parte do verso, no entanto, nos dá uma pista do que seria o inverso da situação, isto é, não negar o Filho: é preciso confessá-Lo. Confessando o Filho, se tem o Pai. Aliás, Pai e Filho são indissociáveis. Pai e Filho são Um. Jesus é Deus; Deus é Jesus. E com Ambos, o Espírito Santo, formando a Trindade.

Como fazer, pois, para confessar o Filho? Parece que a melhor resposta está em Romanos 10: 8 a 10. Pela Bíblia, pois, precisamos de três coisas para confessar o Filho. A primeira e antecedente coisa seria a Palavra de Deus, que deve estar junto de nós, isto é, em nossos corações e entendimento. Depois, os dois seguintes elementos dessa “equação” seriam a voluntariedade em se colocar diante de Cristo Jesus e a fé na Palavra de Deus, especialmente no sentido de se crer que Ele (Jesus) é o Messias de Deus, Senhor e Único Salvador. Confessar Jesus seria, então, crer na Sua Ressurreição e no Plano de Deus no qual Ele é o Centro de todas as coisas, além de ser Sua testemunha na Terra a respeito disso tudo.

E essas afirmações todas nos levam a outra reflexão não menos importante: dão testemunho de Jesus no Céu o Pai, a Palavra e o Espírito Santo (1 João 5: 7). E na Terra dão testemunho de Jesus o Espírito, a Água e o sangue (1 João 5: 8). O Espírito é o Espírito Santo, que do Céu, de onde dá testemunho de Jesus, desce para habitar em nós, também para dar testemunho de Jesus na Terra. A Água simboliza a Palavra de Deus, que nos lava e purifica (João 7: 37 e 38; Efésios 5: 26), e que é, portanto, testemunha de Jesus também no Céu e na Terra. Por fim, o sangue, ou a carne (os seres humanos), são todos aqueles que amam e creem em Jesus, representantes do Pai na Terra, e que por Ele dão testemunho do Filho, vez que o Pai está no Céu.

O Espírito Santo e a Palavra de Deus dão testemunho de Jesus tanto no Céu como na Terra. O Pai dá testemunho de Seu Filho do Céu, sendo Jesus o Primogênito de Deus (Colossenses 1: 15; Hebreus 1: 6), e incumbe aos Seus outros Filhos a honra e a tarefa de serem testemunhas de Jesus na Terra. E como “primogênito” significa o primeiro filho nascido, por lógica pode-se dizer que outros filhos de Deus viriam logo a seguir. E esses filhos, também por lógica, são aqueles que confessam que Jesus é o Senhor, nos termos acima postos, e são Suas testemunhas na Terra. E apesar de Jesus ser considerado espécie de “Irmão mais velho” de todos os que o amam, na verdade Ele é Deus também. Extraímos este ensinamento de um trecho Bíblico (que começa com um verso muito conhecido por todos): Romanos 8: 28 a 30. Assim, todos aqueles que quiserem fazer parte dessa abençoada “Fraternidade do Céu” são considerados “irmãos em Cristo, filhos por adoção de Deus, em Jesus” (Gálatas 3: 4 a 7). E a Bíblia Sagrada os considera “mais que vencedores”. O contrário disso é negar a Cristo e não ter o Pai. E ser escravo.

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: