Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Isaías 48: 17.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho que deves andar” – Is. 48: 17.

Em quem confiar, nestes dias turbulentos? A riqueza do verso acima responde com folga a pergunta, e em primeira pessoa, ainda. Deus se apresenta, e em seguida nos diz que nos ensina e guia. E Suas “credenciais” não se esgotam em “Senhor”, “Redentor” e “Santo de Israel”, vez que muitas outras existem, tais como “Pai”, “Altíssimo” e “Todo-Poderoso”. É Ele próprio Quem nos diz e a nós Se dirige. 

O Senhor se fez “carne” e nos enviou Seu Filho, Jesus, como homem, para nos resgatar e redimir. A vida de Jesus pode até ter sido agradável, em muitos momentos, mas para cumprir Sua missão entre nós, o ápice foi bastante difícil e sofrido. O Mestre sentiu dores físicas indizíveis, além de ter sofrido abandono e toda sorte de torturas morais, e muitas outras injustiças. Como Messias de Deus, todo o pecado do Mundo foi “posto” em Suas costas (Isaías 53: 10 a 12). Por nós. O meu pecado; o seu pecado; os nossos pecados. Quem de nós poderia suportar essa carga?

Na verdade, Jesus não só suportou essa carga, como fez (e faz) muito mais do que isso por nós. O Capítulo 53 de Isaías, inteiro, bem ilustra toda a “via crucis” (literalmente, aliás) de Jesus, o chamado Cristo de Deus. Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído por nossas iniquidades (Isaías 53: 5); Ele tomou sobre si as nossas enfermidades (Isaías 53: 4); Ele foi oprimido e humilhado (Isaías 53: 7). E muito, muito mais. E Jesus fez isso por nós (frise-se), conforme declaração de Deus, por Isaías (o profeta), na parte final do verso de Isaías 53: 8: “pela transgressão do meu povo ele foi atingido”.

Ele, Jesus, veio até nós com esse específico propósito: demonstrar Seu amor por nós. Assim também Deus enviou Seu Filho, com o mesmo propósito: demonstrar Seu amor por nós. Esse é aquele amor desinteressado, gratuito, desprendido, sofredor, ilimitado, paciente, benigno, cuja descrição encontra-se em 1 Coríntios, Capítulo 13 (vide também Romanos 12: 9 a 21 e 1 João 2: 1 a 17; e 4: 7 a 21). Quem ama assim, merece total confiança. Além disso, Ele está sempre conosco (Emanuel), e ainda nos ensina o que é útil e nos mostra o caminho que devemos andar. Por tudo isso, e muito mais, confiemos Nele, e tão somente Nele, entregando nossas vidas e caminhos ao Único que tem poder e capacidade para nos guiar e proteger. A Deus Pai, pois, toda a glória, bem como todo o nosso amor e atenção. Confiança? Nele, inteira, total, só Nele!

© Amor-Perfeito

2 Comentários

  1. Deus seja louvado em vossa vida. Irei ministrar hoje uma palavra sobre esta leitura bíblica que o Senhor colocou em meu coração e em busca de auxílio para enriquecer a mensagem, me deparo com esta simples e profunda meditação deste texto.

    A paz do Senhor e continue expressando aquilo que o todo poderoso te revela.

  2. Amém. Q o nosso Pai amado, Todo-Poderoso, abençoe sua pregação e te use com fervor, apaziguando a inquietude de todos, sem exceções. Minha oração: bênção, paz, júbilo, serenidade, e Jesus, nos corações de todos os ouvintes e no seu, irmão pregador. Paz, em Jesus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: