Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Provérbios 23: 17.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Não tenha o teu coração inveja dos pecadores; antes conserva-te sempre no temor do Senhor” – Pv. 23: 17.

Existe um dito popular, bastante conhecido, que diz: “a grama do vizinho é sempre mais verde”. Na Índia, provavelmente por questões culturais, religiosas e pelas tradições seculares, parece que as pessoas se acostumaram ao regime de castas, que seria quase como dizer “cada macaco no seu galho” (pouco sei a respeito disso, mas parece que funciona). O que lá (na Índia) eles chamam de castas, em boa parte do Mundo seu equivalente seriam as classes sociais. Nessas últimas é possível ter trânsito, tanto para cima como para baixo, desde que se tenha ou não dinheiro (capitalismo), basicamente. No regime de castas (com a devida escusa por qualquer colocação errônea) se o indivíduo nasce em uma casta, ou dela faz parte, nela fica até o fim da vida, devendo a ela, casta, fidelidade absoluta, cuja inobservância aos seus valores e práticas o leva a ser expulso e se transformar em um pária.

No mais das vezes é muito difícil, senão impossível, entender o meio de vida e os costumes de outras culturas, especialmente pelo ângulo de diferentes religiões e credos. Algumas barreiras culturais são instransponíveis (creio). Independente disso, porém, é certo que a Palavra de Deus é universal. E deixando a divagação de lado (voltando ao verso), será que a inveja atinge os indianos, visto que esse povo parece ser e estar resignado ao sistema de castas? Arrisco a resposta no sentido que a natureza humana é a mesma, independente das diferenças entre os povos e nações. Nós, em nosso meio e cultura, certamente “olhamos para o lado”, muitas vezes de forma inconsciente até. Mas se dividirmos a inveja em graus (se isto for possível), talvez todos nós tenhamos de admitir que, por menor que seja, uma “pontinha” que seja de inveja, de alguém ou algo, vez por outra, aparece em nossos corações. Não?

Sejamos honestos nesse negócio. O crente em Jesus, então, comumente se pergunta o porquê dele estar sendo fiel a Deus, se sacrificando, se privando de várias coisas, se esforçando etc., mas o ímpio ao seu lado tem conquistas mais expressivas, mais bens materiais, mais luxo, mais felicidade, mais tudo (e ele não). De início, quanto a isso, é importante frisar que todos nós, sem exceções, vivemos de aparências. Uns em relação aos outros, mas é certo que jamais em relação a Deus. Nós simplesmente não sabemos o que se passa no íntimo das outras pessoas, de maneira que, seguindo o verso, não devemos ter inveja dos pecadores (no caso, os ímpios, que não se importam com o Senhor).

O verso acima transcrito, pois, nos admoesta a deixarmos de ter inveja dos pecadores, e conservarmos em nossos corações o temor do Senhor. “O temor do Senhor conduz à vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e não o visitará mal algum” – Provérbios 19: 23. Assim, tenhamos em mente que “a grama do vizinho não é sempre mais verde do que a nossa”. Aliás, “O Senhor é meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas…” – Salmo 23.

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: