Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

1 Coríntios 2: 11.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Pois qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus” – 1 Co. 2: 11.

Ninguém sabe o que se passa no íntimo das pessoas, senão a própria pessoa, com suas experiências particulares. Por certo Deus nos conhece de forma integral, de maneira que Ele é a única exceção ao que se disse na afirmação anterior. E isso lembra uma frase, que bem retrata essa situação: Você nunca entenderá um homem enquanto não calçar seus sapatos e olhar o mundo por meio de seus olhosAtticus Finch.

Nós todos, sem exceções, temos a tendência de “nos fechar” em nossos problemas, infortúnios e mazelas, como se fossemos o centro de todas as coisas e atenções. Esquecemo-nos que todas as outras pessoas, sem exceções também, de algum modo, estão sofrendo ou passando por situações semelhantes, parecidas e mesmo iguais às nossas. Os anseios do ser humano são os mesmos em toda parte, com variações em relação (apenas) quanto à realidade que o circunda.

Por isso a Bíblia Sagrada nos ensina que não devemos julgar o próximo, visto que fatalmente incorreremos em erro de julgamento. Não há como saber o que se passa “dentro” de alguém. Quais os pensamentos que o afligem. Quais os medos e ansiedades. Quais as expectativas e necessidades. Qual o futuro com Cristo. Quais as virtudes e vicissitudes de alguém. Quais as lutas diárias, sonhos e preocupações. Tantas coisas, e nada ao nosso alcance.

Sabemos pouco uns dos outros, por isso o respeito mútuo e recíproco imposto pela Bíblia Sagrada. Deus é Quem sabe tudo. Deus é o Julgador. Ninguém sabe nada a respeito de Deus. Mas o Espírito de Deus sabe tudo a nosso respeito. Entre nós, raça humana, bem resolveríamos as coisas com amor, misericórdia e piedade (apesar de que parece utopia, dado o que se vê). Em relação a Deus Pai, um bom conselho a ditar nossas condutas, extraído das Sagradas Escrituras: “Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus. Deus está nos céus, e tu estás na terra, pelo que sejam poucas as tuas palavras. Porque da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras” – Eclesiastes 5: 2 e 3.

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: