Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Salmo 84: 10.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“Vale mais um dia nos teus átrios do que em outra parte mil; preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas da impiedade” – Sl. 84: 10.

Na vida fazemos muitas escolhas. Todos os dias, na verdade. O verso acima menciona uma escolha importante, cuja opção nos põe à prova em todos os momentos. A preferência por Deus em tudo deve prevalecer sempre, e isso em detrimento de quaisquer outras coisas, pessoas, estados e/ou situações, que eventualmente possam se nos apresentar.

Depois de conhecermos ao Senhor, e de ter tido contato com Seu amor e benignidade, a nossa escolha parece mesmo ser óbvia: Ele, claro. De fato, aprendemos Sua vontade por Sua Santa Palavra (a Bíblia), cujo teor se presta a nos guiar e orientar (se deixarmos), daí O conhecemos. Infelizmente, entretanto, mesmo conhecendo bem o Senhor, muitas vezes erramos, fazendo opções em desacordo com o espírito do verso em apreço, e acabamos trilhando o caminho errado. Nesses casos, quase sempre: o pior caminho.

Embora o conteúdo do verso faça menção a uma escolha, seu texto indica mais um estado de espírito da pessoa do que propriamente uma singela e única escolha. Significa dizer que o ideal seria sempre escolhermos o Senhor (nos nossos atos e condutas), mormente por já conhecê-Lo, mas implicando que, inevitavelmente e por muitas vezes, com toda a certeza falharemos em fazer o que seria certo (ou mais adequado). Somos falhos por natureza, e pecadores natos, de modo que certamente, algumas vezes, direcionaremos o nosso agir de maneira errada.

Porém, isso nada (ou pouco) representa em gravidade se os nossos corações, na essência, sempre preferirem ao Senhor (independentemente de escolhas erradas). O verso acima transcrito constrói uma comparação pela qual se extrai que o Senhor é incomparável (Selá). O valor com o qual devemos valorá-Lo (amá-Lo) sempre deve ultrapassar qualquer medida que seja posta diante de nossos olhos e vontade. Vale frisar, pois, o primeiro e maior de todos os Mandamentos, que, mesmo seguido à risca, ainda assim, não nos impedirá de (às vezes) errar: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento” (Mateus 22: 37).  

© Amor-Perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: