Amor-Perfeito

"Eu me deito e durmo; acordo, porque o Senhor me sustenta" – Salmo 3: 5.

Lamentações 3: 22.

* 1mVersículo 1aVerdade *

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, pois as suas misericórdias não têm fim” – Lm. 3: 22.

Graças a Deus pelas Suas muitas misericórdias. Não fossem elas e estaríamos irremediavelmente perdidos, com sérios problemas. Deus é paciente e compassivo conosco, de modo tal que se tivéssemos, talvez, dez por cento disso para com nossos semelhantes, o Mundo seria diferente.

Ninguém há que mereça tanta atenção de Deus, nesse sentido. Mesmo assim, o Senhor se coloca na posição de Pai para conosco, e age com amor e compaixão (extrema tolerância…), nos premiando com Sua atenção, cuidado e zelo. Porém, a verdade é que Ele espera de nossa parte a adoção de uma conduta positiva para com o próximo, se o assunto for ter (que ter) misericórdia, e nos ensina isso por meio da Parábola do Credor Incompassivo (Mateus 18: 23 a 35).

A graça de Deus, que é favor imerecido, nos coloca nessa situação de sermos alvos das benditas misericórdias de Deus. E apesar de a Bíblia nos dizer que Deus tem misericórdia de quem Ele quiser ter misericórdia (Êxodo 33: 19), parece que, com o advento da graça, o Senhor ampliou Sua esfera de atuação nesse tópico tão bem-vindo e muito desejado por todos nós. E se de fato queremos misericórdia, sejamos então igualmente misericordiosos! Trata-se mesmo de bom senso e lógica pura, não?

As misericórdias de Deus, portanto, ainda que não as mereçamos, terminam por nos colher todos os dias de nossas vidas. O “estoque” de misericórdias de Deus se mostra ilimitado. A Bíblia nos diz, sobre as misericórdias do Senhor, que: Novas são a cada manhã (Lamentações 3: 23 – 1.ª Parte). A cada misericórdia por nós recebida, entretanto, aumenta nossa responsabilidade de obedecer a Deus, principalmente no tocante aos Grandes Mandamentos (Mateus 22: 34 a 40), de maneira que quem a isso não se sentir e for constrangido, deve buscar entender o que está havendo de errado em sua vida cristã. Por conta disso tudo, e por muito mais (certamente), somos eternos devedores de amor a Deus Pai, em Jesus Cristo. Nele e por Ele, para sempre (Amém).

© Amor-Perfeito

1 comentário

  1. Quelijane silva martins

    Muito bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: